PARAÌBA: 

Interceptações autorizadas pela Justiça mostram Daniel e Coutinho tratando da cessão de 5% das cotas.

Delator da Operação Calvário, Daniel Gomes, ex-chefe da Cruz Vermelha no Brasil, deu detalhes de um esquema envolvendo a compra do Laboratório Público da Paraíba (Lifesa), numa “sociedade oculta” com o ex-governador Ricardo Coutinho.

A operação foi feita por meio da empresa Troy SP Participações, em nome de dois funcionários seus: Sergio Motta e Maurício Neves.

Interceptações autorizadas pela Justiça mostram Daniel e Coutinho tratando da cessão de 5% das cotas. E a PF aponta que Neves teria participado da entrega de R$ 1,2 milhão em propinas.

Curiosamente, em abril deste ano, Maurício Neves foi indicado pelo BNDESPar para integrar o Conselho Fiscal da Brasiliana Participações S.A, subsidiária da AES Holdings Brasil. Na ocasião, o banco ainda era presidido por Joaquim Levy, que seria forçado a renunciar em junho.

Em maio, Neves foi condenado pela Justiça de São Paulo no processo da ‘máfia do ISS’, do tempo em que era diretor da Unimed Paulistana.

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel
Escola Monteiro Lobato
 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho
Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!