Bolsonaro afirmou neste sábado (02), que pegou a gravação das ligações da portaria do condomínio Vivendas da Barra, no Rio de Janeiro, onde ele tem casa, para evitar adulteração no conteúdo.

As gravações tratam sobre a visita de Élcio de Queiroz, um dos acusados de matar a vereadora Marielle Franco (Psol), ao condomínio no dia do crime, em março de 2018. Élcio visitou o ex-policial Ronnie Lessa, acusado de ter sido o autor dos disparos que mataram Marielle e o motorista Anderson Gomes. Segundo depoimento do porteiro do condomínio, alguém com a voz que ele julgou ser de Bolsonaro autorizou a entrada de Élcio no condomínio.

Há, no entanto, registros de presença do Bolsonaro na Câmara dos Deputados no dia 14 de março de 2018, quando ainda atuava como deputado. O MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro), que atua no caso, diz que o porteiro mentiu ao mencionar o nome do presidente em seu depoimento à polícia.

As gravações da portaria do condomínio Vivendas da Barra, já periciadas, foram divulgadas no Twitter pelo vereador Carlos Bolsonaro (PSC), filho 02 do presidente e que também mora no condomínio na zona sul do Rio.

“Nós pegamos, antes que fosse adulterada, ou tentasse adulterar. Pegamos toda a memória da secretária eletrônica que é guardada há mais de ano. A voz não é a minha”, disse o presidente.

Na última quarta-feira (30), o Ministério Público do Rio de Janeiro informou que um áudio obtido era de Ronnie Lessa. Já nessa sexta-feira (1º), o deputado Marcelo Freixo solicitou nova perícia nas gravações, alertando justamente para a possibilidade de adulteração dos áudios.

Leia Também:

 

 

A ex-dirigente do PSL Mulher de Pernambuco, Bete Oliveira, prestou depoimento à PF (Polícia Federal) e afirmou que o partido utilizou candidaturas laranjas em 2018 no Estado, segundo a Folha de S.Paulo.

De acordo com ela, as mulheres só foram incluídas na disputa eleitoral para cumprir a cota mínima obrigatória de 30%, estabelecida por lei. Os dois depoimentos foram feitos em março e abril deste ano.

Ainda segundo Bete, que recebeu só 2.529 votos em campanha à Câmara dos Deputados, “a criação do PSL Mulher e do PSL Jovem ocorreu única e exclusivamente para arranjar, cada um desses grupos, 20 mil votos para Luciano Bivar”.

Presidente nacional do partido, Bivar é quem comanda politicamente o PSL em Pernambuco. Ele foi o único candidato pesselista eleito no Estado, com 117.943 votos. Atualmente, ele está rachado com o presidente da República Jair Bolsonaro (PSL).

Bete afirmou que foi convidada para se candidatar à Câmara dos Deputados por um dirigente da legenda para que a cota fosse cumprida. Além disso, ela recebeu R$ 10.000 do partido, mas disse que usou esse valor integralmente na campanha.

A ex-presidente do PSL falou que ficou sabendo pela imprensa de outras mulheres que receberam valores muito superiores aos que foram destinados à maior parte das candidatas da sigla.

Bete disse que só se filiou ao PSL por causa de Bolsonaro, “mas que não sabia como era a forma de trabalhar da direção local do PSL”.

Nem Bete, nem Bivar quiseram comentar o caso. Ele já negou irregularidades na campanha. Em outubro, endereços ligados a ele foram alvo de busca e apreensão da PF.

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel
Escola Monteiro Lobato
 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho
Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!