Festival do Abacaxi é lançado nesta quinta em João Pessoa

I Festival do Abacaxi na Cecaf acontecerá entre os dias 7 e 9 de novembro (Foto: Divulgação/Secom-PB) blogmarcosmontinelly

A Central de Comercialização da Agricultura Familiar (Cecaf), localizada no bairro José Américo, em João Pessoa, realiza, nesta quinta-feira (24), o lançamento do seu I Festival do Abacaxi. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2018, a Paraíba ocupa o segundo lugar a nível nacional na produção do fruto, com uma base de produtividade de 30.689 frutos por hectare.

O I Festival do Abacaxi na Cecaf acontecerá entre os dias 7 e 9 de novembro e tem o objetivo de estimular o fortalecimento da cadeia produtiva do fruto, que além de ser um dos produtos principais da agricultura familiar do Estado, também proporciona inúmeros benefícios à saúde.

O lançamento do I Festival do Abacaxi será durante a feira desta quinta (24), e assim como o tradicional Festival do Milho, vai proporcionar uma série de serviços, workshops, palestras, apresentações culturais. Às 5h a feira tem início, às 7h15 está prevista a fala institucional com o lançamento da programação do evento, 8h15 está previsto o café coletivo para clientes e amigos da feira.

Na oportunidade, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, também estão disponíveis aula de ginástica coletiva e serviços como auriculoterapia, ventosa, orientação nutricional, orientação bucal, verificação de pressão arterial e aplicação de vacinas.

Cecaf

Em funcionamento desde julho de 2015, a Cecaf atualmente conta com 132 agricultores familiares, de 23 municípios paraibanos. O local comercializa produtos como frutas, verduras, peixes, mariscos, aratu, camarão, goma, farinha de trigo, mandioca, coco ralado, leite e óleo de coco (100% naturais), queijos, manteiga, ovos e bolos, comercializados a preços acessíveis para o consumidor. A qualidade dos produtos da Cecaf e a economia que é possível fazer no local são carro-chefe das feiras, que acontecem nas quintas, sextas e sábados, das 5h às 12h.

Os preços acessíveis são possíveis, porque os produtos da Cecaf saem da mão dos agricultores direto para o consumidor. “Aqui a gente só abre cadastro exclusivamente para agricultores familiares que possuem Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) e vínculo com associações cooperativas, sindicatos ou comunidades quilombolas ou assentados da reforma agrária. Na Cecaf conseguimos acabar com a figura do “atravessador”.

Antes esses agricultores trabalhavam arduamente e repassavam suas mercadorias a preços baixíssimos e tinham menos da metade de lucro. Hoje, eles plantam, colhem e repassam a mercadoria diretamente para o consumidor. Por isso, a população pode adquirir produtos de excelência a preços justos”, explicou Rogeany Gonçalves, coordenadora da Cecaf.