Um dos principais articuladores do golpe de 2016 era também coordenador da propina do PSDB, segundo aponta a nova revelação da Vaza Jato  “Ao negociar acordo de delação com a Lava Jato, a cúpula da empreiteira OAS descreveu o ex-senador e ex-chanceler Aloysio Nunes Ferreira em papel central na coordenação de pagamentos de propinas para campanhas do PSDB, entre elas a do senador José Serra à Presidência da República, em 2010. Aloysio é citado em quatro capítulos como solicitante de repasses em troca de liberação de dinheiro de obras da prefeitura paulistana e do Governo de São Paulo para a empreiteira”, aponta reportagem de José Marques, Felipe Bachtold e Paula Bianchi, feita em parceria pela Folha e pelo Intercept.

“Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, menciona Aloysio sempre como a pessoa que solicita propina, seja para ele ou para Serra, nas campanhas de 2006 e 2010. Em 2006, Serra venceu a disputa ao Governo de São Paulo. Em 2010, disputou e perdeu a Presidência, e Aloysio se elegeu ao Senado. Entre as obras ligadas ao PSDB de São Paulo que o empresário cita como alvo de suposto desvio estão a ponte estaiada Octavio Frias de Oliveira, o túnel da Radial Leste, a rodovia Carvalho Pinto e a linha 4-amarela do Metrô. A delação aponta que parte do dinheiro era entregue em espécie a indicados pelo ex-senador, que chefiou pastas das gestões Serra tanto na prefeitura (Secretaria de Governo) quanto na administração estadual (Casa Civil)”, apontam ainda os jornalistas.

Braço direito de José Serra, Aloysio foi poupado nas investigações e uma das possíveis razões é o fato de ter adotado postura de total submissão aos interesses americanos quando foi chanceler de Michel Temer. O tucano teve papel decisivo no golpe de 2016, ao pedir ajuda dos Estados Unidos para a derrubada da ex-presidente Dilma Rousseff.

Fórmula 1

Vettel vence GP de Singapura e acaba com jejum na temporada

 

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O piloto Sebastian Vettel foi o vencedor do Grande Prêmio de Singapura em uma prova marcada pelas três entradas do safety car na pista.

Seu colega de escuderia, Charles Leclerc, que havia largado na pole position, ficou na segunda colocação após sair atrás do alemão em sua parada no pit stop e não conseguir recuperar a ponta. Pela primeira vez, uma escuderia conseguiu a dobradinha no complicado circuito de Marina Bay.

Max Verstappen aproveitou as brechas dadas pelos rivais e terminou na terceira colocação. Lewis Hamilton, que lidera o campeonato, chegou a ocupar a 1ª posição temporariamente, mas a estratégia adotada para a prova não surtiu resultado e ele acabou o GP apenas na quinta colocação.

A corrida teve uma largada “limpa” e Leclerc conseguiu defender a posição que conquistou durante o treino classificatório de ontem (21). Durante as 10 primeiras voltas do circuito, o piloto monegasco conseguiu manter vantagem considerável sobre Hamilton, o segundo colocado, e Vettel, que vinha logo atrás do inglês na terceira posição.

Os destaques do início da prova foram a briga por posições entre Valteri Bottas e Max Verstappen, quarto e quinto colocados, respectivamente, e a excelente corrida de recuperação desempenhada por Daniel Ricciardo, que chegou à 12ª colocação após largar dos boxes por conta de punições sofridas no treino classificatório.

Na 20ª volta, a Ferrari optou que Vettel fizesse seu primeiro pit stop, deixando Leclerc mais tempo na pista. Ao sair dos boxes, o piloto voltou na 10ª posição. Mas Verstappen, que vinha logo atrás, também fez sua parada e retornou na 12ª colocação.

Leclerc entrou no pit stop na volta 21 e fez excelente parada, ficando apenas 2,4 segundos no boxe. Contudo, o piloto voltou atrás de seu colega de escuderia na oitava colocação. Hamilton, que assumiu a ponta após a parada do monegasco, apostou em ir para os boxes bem depois de seus concorrentes. O britânico só fez seu pit stop na 27ª volta, e acabou voltando na oitava colocação.

Próximo à metade da corrida, Sebastian Vettel assumiu a primeira posição. O piloto fez manobra arrojada para ultrapassar Gasly, sendo que os carros chegaram até a tocar rodas no momento. Contudo, a direção da prova optou por não abrir investigação sobre o incidente.

Lewis Hamilton, em conjunto com a escuderia, montou toda sua estratégia apostando na entrada do safety car na prova, já que, historicamente, o carro é acionado com frequência no circuito de Marina Bay. E se a estratégia vinha dando errado até a 35ª volta, pareceu que o cenário mudaria após Grosjean e Russell se tocarem e o piloto da Williams colidir contra o muro.

Foi necessária a entrada do safety car na prova para que o carro do inglês fosse retirado da pista, confirmando assim as previsões da Mercedes. Quando o safety car foi acionado, Vettel ocupava a primeira colocação, seguido por Leclerc, Verstappen, Hamilton e Bottas.

O safety car deixou a pista na volta 40, e Vettel conseguiu manter bem sua vantagem na relargada da prova. Como a pista é a que tem o maior número de curvas na temporada (23), os pilotos tiveram dificuldade para tentar ultrapassagens. Quatro voltas depois, o safety car precisou retornar à pista após Perez ter problemas com seu carro.

Enquanto o safety car ainda estava na pista, Charles Leclerc conversou com membros da Ferrari, que o alertaram sobre a importância de uma dobradinha da escuderia na prova. Mesmo incomodado, o piloto deixou claro que não tentaria nenhuma manobra que pudesse arriscar o domínio na prova.

A corrida teve sua relargada na volta 47, e Vettel mais uma vez seguiu na ponta, uma vez que Leclerc não acelerou o ritmo para pressionar o colega de Ferrari. Contudo, a prova nem chegou a engrenar, já que após apenas três voltas o carro de segurança foi acionado novamente após incidente entre Raikonnen e Kvyat. O safety car ficou na pista por apenas uma volta, mudando pouco o panorama que já estava traçado desde as interrupções anteriores.

Vettel seguiu apresentando o desempenho consistente que teve durante toda a prova e terminou a corrida na primeira colocação, seguido de perto por seu colega de escuderia, Charles Leclerc. Max Verstappen terminou na terceira posição e conseguiu garantir um lugar no pódio ao chegar na frente dos pilotos da Mercedes, Bottas e Hamilton, que ficaram na quarta e quinta colocação, respectivamente.

 

Planalto já avalia substituto para Fernando Bezerra Coelho

O Palácio do Planalto já avalia dois nomes para substituir Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) da liderança do governo no Senado, apesar do apoio de parlamentares à sua permanência no posto. Bezerra colocou o cargo à disposição quinta-feira, após ter se tornado alvo de uma operação de busca e apreensão da Polícia Federal, que vasculhou dois gabinetes do emedebista em uma investigação sobre suspeitas de que ele e seu filho, o deputado Fernando Coelho Filho (DEM-PE), receberam R$ 5,5 milhões em propinas.

Os dois nomes cogitados para ocupar o cargo de Bezerra devem ser discutidos por aliados com o presidente Jair Bolsonaro quando ele retornar dos Estados Unidos, onde participa da Assembleia-Geral da ONU na próxima semana. “Essa questão ele (Bolsonaro) vai abordar, se assim desejar, no retorno dessa viagem”, afirmou sexta-feira o porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, quando questionado sobre a permanência de Bezerra na Liderança do Governo. “O presidente hoje tem foco. O foco é Nova York. Nova York é importante para o nosso país”, completou.
Enquanto agentes da Polícia Federal ainda faziam buscas nas dependências do Senado, quinta-feira, Bezerra Coelho recebia apoio do presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e dos senadores Eduardo Braga (MDB-AM), José Serra (PSDB-SP) e Tasso Jereissati (PSDB-CE) em reunião na residência oficial do Senado.
“Seria muito injusto neste momento o presidente (Bolsonaro) abandonar o Fernando, porque na hora que eles mais precisaram o Fernando foi muito leal a eles”, disse Braga, que é líder do MDB no Senado e chegou a ter o nome citado por colegas como possível substituto de Bezerra. O líder da bancada, porém, rechaçou essa hipótese.
Senadores classificaram Bezerra como um líder que permitiu ao Planalto ter uma articulação política no Senado, apesar do perfil de Bolsonaro de não se aproximar dos congressistas, e destacaram que o emedebista tem bom trânsito entre os parlamentares, inclusive os de oposição. “O senador transita bem na Casa, mas cabe a ele, primeiro em foro íntimo, e ao presidente da República essa escolha”, disse o vice-líder do Senado, Chico Rodrigues (DEM-RR), auxiliar de Bezerra na liderança. “Ele tem sido um bom líder, tem conduzido bem a articulação e dialogado com todas as correntes”, afirmou o líder do PSD na Casa, Otto Alencar (BA), crítico do governo.
Após a decisão do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, que autorizou a operação da PF, Alcolumbre anunciou que a Casa vai questionar a medida na Corte. Na segunda-feira, o presidente do Senado e aliados devem se reunir com advogados da Casa para traçar a estratégia jurídica. “Já imaginou se vira usual um delegado pedir diretamente a um ministro do Supremo busca e apreensão no Senado?”, afirmou Braga.
Integrantes do Supremo consideraram que a decisão de Barroso tensionou a relação entre o Judiciário e o Legislativo, mas avaliam que, por ora, não há risco concreto de o Senado retaliar o tribunal com a abertura da CPI da Lava Toga. O entendimento é o de que o episódio não abalou a relação entre o presidente do STF, ministro Dias Toffoli, com as cúpulas do Senado e da Câmara o que reduz as chances de abertura de uma investigação sobre os magistrados. Após a operação contra Bezerra, Alcolumbre manteve o tom crítico em relação à CPI.
Segundo o jornal O Estado de S. Paulo apurou, Barroso não informou previamente a Toffoli o aval dado para que policiais federais entrassem no Senado – o presidente do Supremo passou a semana na Colômbia, em um encontro anual de Cortes da América Latina. (Agência Estado)

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel
Escola Monteiro Lobato
 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho
Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!