Em uma visita fora da agenda, o ministro da Justiça e ex-juiz Sergio Moro teve uma reunião a portas fechadas na Superintendência da Polícia Federal do Paraná, onde o ex-presidente Lula está aprisionado.

O reunião foi com o chefe de corporação no Estado, o delegado Luciano Flores. Segundo a jornalista Bela Megale, do O Globo, Moro disse a pessoas próximas que foi ao local fazer “uma visita técnica”.

No momento em que Moro se reunia com Flores, o ex-presidente Lula estava reunido com a deputada e sua advogada Gleisi Hoffmann (PR), presidente nacional do PT, que visitava o ex-presidente.

Luciano Flores assumiu o posto quando Maurício Valeixo aceitou o convite de Moro para se tornar diretor-geral da PF. Agora, Valeixo deve deixar o cargo por decisão de Jair Bolsonaro.

 

Grito dos Excluídos une movimentos sociais e religiosos em protesto no Recife

Integrantes de movimentos sociais e religiosos participaram, este sábado (7), da 25ª edição do Grito dos Excluídos, realizada no bairro do Derby, na área central do Recife. Segundo a organização, o evento realizado no Dia da Independência busca lutar pelos direitos das minorias e por uma sociedade mais justa e libertária.

O movimento deste sábado também inclui manifestantes contra a Reforma Trabalhista e os cortes feitos pelo governo federal na área da educação. Parte dos integrantes também se posicionaram pela liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, levando faixas e cartazes. Os incêndios na região amazônica também foram lembrados durante o protesto.

O ato teve concentração iniciada por volta das 8h, na Praça do Derby, com apresentações culturais de adultos e crianças. Por volta das 11h, o grupo saiu em caminhada pela Avenida Agamenon Magalhães. O trajeto foi acompanhado por agentes da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife e por policiais militares, com bloqueios parciais da via.Em uma das performances da concentração, pessoas vestidas de preto e vendadas com a bandeira do Brasil caminharam em frente a um palco montado na praça. Crianças também participaram recitando poemas. Em outra apresentação, em defesa da Amazônia, um homem com um cocar foi amarrado a uma cruz.

Presente na concentração, o arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido, mencionou a necessidade de colocar em prática os valores descritos no Evangelho. “O Grito dos Excluídos é fruto de uma Campanha da Fraternidade e existe para que as pessoas possam lutar em defesa dos mais pobres”, afirma.

“O Grito dos Excluídos é uma luta histórica da classe trabalhadora. Hoje, estamos evidenciando os ataques à classe feitos pelo governo federal, com a retirada de recursos para a educação, para a saúde e para o meio ambiente”, diz o presidente da Central Única dos Trabalhadores em Pernambuco, Paulo Rocha.

A busca pela garantia de direitos trouxe a psicopedagoga Cleide Ferreira Lima e a professora Socorro Barros ao ato deste sábado (7). “Eu sou evangélica e ela é católica, mas somos todos iguais. Estamos unidos em Cristo e estamos aqui para lutar por dias melhores”, declara Cleide.

“Estamos perdendo nossos direitos. A Constituição de 1988 está sendo sucateada. Estamos aqui lutando pelos nossos direitos e por um país melhor”, afirma Socorro.

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel
Escola Monteiro Lobato
 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho
Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!