Uma ação realizada por guarnições da Polícia Militar na madrugada desta sexta-feira (5), em Irecê, resultou na morte de uma jovem e três pessoas feridas. As vítimas são integrantes da banda de forró Sala de Reboco. A mulher morta, identificada como Gabriela Moura, era dançarina do grupo.

Segundo informações da polícia, a vocalista Joelma Rios, o sanfoneiro Elieselson Possidônio e a dançarina Suelen Sodré Mendonça Pinheiro foram baleados e socorridos para o Hospital Regional de Irecê. Gabriela também foi socorrida, mas morreu na sala de cirurgia.  

Conforme informado pela polícia, por volta de 00h30, o condutor de um veículo Toyota SW4, de cor preta, ocupado pelos músicos, não atendeu a ordem de parada da PM e tentou fugir. Em seguida, equipes militares da Rondesp e Ceto tentaram interceptar o carro. “A guarnição efetuou disparos de arma de fogo para fazer parar o veículo e atingiram os passageiros”, consta no registro.  

O condutor do veículo, identificado como Cláudio Pereira Batista, não foi atingido pelos disparos. Segundo a polícia, ele dirigia supostamente sob efeito de álcool. O caso é investigado pela 14ª Coorpin.

Polícia Militar prende integrante do PCC em Cabrobó

Equipes da 2ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) prenderam em Cabrobó (PE), no Sertão do São Francisco, um integrante do Primeiro Comando da Capital (PCC), facção criminosa de São Paulo que atua em todo o país. Após serviço investigativo, o policiamento fez campana no bairro Sem Teto e conseguir prender o suspeito, de 32 anos, já no final da tarde.

No momento da abordagem, ele conduzia um carro roubado e apresentou documento de Identidade (RG) falso. De acordo com a 2ª CIPM, contra ele haviam dois mandados de prisão em aberto.

O primeiro, por crime de homicídio praticado contra Fábio Agamenon da Silva, no dia 7 de outubro de 2018, no sítio Cachoeira, zona rural de Serra Talhada. O outro mandado porque ele encontrava-se foragido da Penitenciária de Salgueiro (PE), no Sertão Central, desde 9 de dezembro de 2017. O homem foi conduzido à delegacia de Cabrobó, para as providências cabíveis.

Bolsonaro diz que ‘algumas questões’ da Previdência serão ‘corrigidas’ no plenário

Bolsonaro deu entrevista após participar de evento militar em Brasília

G1

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira (05) que “algumas questões” da reforma da Previdência serão “corrigidas” no plenário da Câmara. Bolsonaro não citou nenhum ponto especificamente, mas falou em “eventuais equívocos”.

A reforma foi aprovada nesta quinta-feira (04) na comissão especial da Câmara que analisou o tema. Agora segue para o plenário da Casa, onde pode ser analisada em primeiro turno na próxima semana.

Bolsonaro ressaltou que o governo fez sua parte ao enviar o texto para o Congresso, mas não é infalível.

“Fizemos a nossa parte, entramos com o projeto. Agora, o governo não é absoluto, não é infalível. Algumas questões serão corrigidas, com toda certeza, junto ao plenário”, disse o presidente após participar de cerimônia do 196º aniversário da criação do Batalhão do Imperador.

Um dos pontos mais discutidos durante a aprovação do parecer foi à aposentadoria para policiais. Uma parcela dos parlamentares queria regras especiais para a categoria, mas a proposta acabou derrotada.

Questionado se os eventuais equívocos que mencionou tinham relação com a aposentadoria de policiais, Bolsonaro respondeu:

“Tem equívoco, tem mal-entendido, às vezes se exagera. Com a sensibilidade que existe no parlamento, isso vai ser corrigido. Não acabou a reforma da Previdência”, disse o presidente.

Bolsonaro disse ainda que vê como uma “normalidade” as críticas de que o PSL, partido do presidente, havia “traído” os policiais.

“O parlamento é a casa onde todo mundo fala, tem liberdade para falar e tem que continuar assim”, completou.

Bolsonaro foi questionado na entrevista se considera a Polícia Federal mais qualificada do que o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) para cuidar de sua segurança. O presidente disse estar “tranquilo” com o trabalho do GSI, chefiado pelo ministro Augusto Heleno.

Um dos filhos do presidente, o vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro (PSL), fez críticas recentes pelas redes sociais à segurança do pai. As críticas começaram após a prisão de um militar com cocaína na Espanha, que viajou em uma aeronave de apoio da comitiva presidencial.

“Estou muito bem com o GSI, general Heleno. Sinto-me muito seguro, tranquilo. Não existe segurança 100%, infalível, né. […] Confio 100% no general Heleno à frente do GSI”, disse Bolsonaro.

Bolsonaro afirmou que sugeriu ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, uma visita à América do Sul para se reunir com outros chefes de Estado da região – Brasil, Argentina, Paraguai, Chile, Peru e Colômbia.

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel
Escola Monteiro Lobato
 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho
Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!