Najila Trindade Mendes de Souza abriu o jogo sobre acusação contra Neymar (Imagem: Reprodução / SBT)

O jornalista Roberto Cabrini saiu na frente e, dentro do “SBT Brasil”, entrevistou com exclusividade Najila Trindade Mendes de Souza, jovem que está acusando o jogador Neymar de tê-la estuprado durante um encontro em Paris, na França.

Vídeo:

“Fui vítima de estupro e agressão“, afirmou Najila a Cabrini. Questionada sobre a troca de advogados, a jovem explicou que sofreu preconceito por parte do profissional. “Primeiro que ele [o advogado] não estava acreditando totalmente em mim. Eu senti preconceito da parte dele“. Em carta aberta divulgada ontem (4) no “Jornal Nacional”, os primeiros responsáveis pela defesa da jovem afirmaram discordar da acusação de estupro. “Deu a entender que ‘você não foi estuprada, você deu porque você quis, você fez porque quis. Então eu vou isentar essa parte, não vou colocar essa parte, vou falar a agressão porque eu tenho as provas, você me mostrou as provas, que são as fotografias’. Acho que ele só acreditou eme mim porque ele viu a foto que o próprio Neymar mandou para mim. Minha foto machucada“, concluiu Najila sobre a desavença com os advogados. Cabrini, então, perguntou como Najila conheceu o atleta da seleção brasileira. “Conheci o Neymar pelo Instagram e a conversa foi normal, sem nudes. A conversa foi tranquila“, revelou.

Ela também falou sobre a realização pessoal que o encontro com Neymar lhe proporcionaria: “Eu tinha o intuito de ter uma relação sexual com ele. Era um desejo meu. Ele pagou as passagens porque eu não podia ir por questões financeiras. Ele, então, sugeriu que podia resolver isso pagando as passagens. Eu viajei a Paris com o desejo de encontrar e ficar com ele“. Na sequência, ela detalhou o primeiro encontro com o atleta: “Estava preparada para ter uma relação sexual com Neymar. Quando cheguei a Paris, eu fui pro hotel. Ele me disse que iria pra uma festa, mas que antes passaria no hotel para me dar um beijo. Eu estava toda feliz, mas quando cheguei lá, ele estava agressivo e bem diferente daquela pessoa que eu conheci na rede social“, contou. Najila prosseguiu: “Quando nos vimos, começamos a nos beijar e ele começou a me despir. Até aí, tudo bem. Só que ele começou a me dar uns tapas e eu reclamei que estava me machucando. Ele se desculpou“.

A moça afirmou que Neymar se exaltou após ela se recusar a transar sem preservativo. “Eu perguntei a ele se tinha preservativo, mas ele disse que não tinha. Então, falei que íamos ficar só em carícias, porém, ele me virou e cometeu o ato. A partir do momento em que ele me segurou violentamente e me obrigou a cometer o ato sexual, foi contra a minha vontade“, disparou. “Após tudo, eu não conseguia falar nada para ele. Só conseguia chorar, sem falar nada pra ele. Eu levantei em estado de choque. Ele se levantou e foi até o banheiro, como se nada tivesse acontecido“, continuou Najila. “Quando eu entendi que ele me violentou, eu senti vontade de fazer justiça. Num primeiro momento, queria entender o que houve, mas em um segundo momento, tentei prosseguir o assunto para que ele não mudasse de comportamento comigo. Eu precisava provar o que ele fez comigo“, afirmou. Najila negou qualquer tentativa de extorsão, conforme relatado pela defesa do jogador. “Eu não extorqui ninguém e nem pedi dinheiro a ninguém. O Neymar impediu que eu desse parte dele à polícia. Ele me fez muito mal e estou muito traumatizada com esse caso e quero que ele pague pelo que ele fez“, disparou. Indagada sobre ter consciência em relação aos danos que tal denúncia pode fazer à carreira do jogador, Najila disse querer “que esse fato represente uma questão de honra. Estávamos juntos por questão pessoal e própria. Os traumas que eu fiquei disso tudo, deve ser feito justiça“. Ela ainda falou sobre as dívidas que tem – e que resultaram nas acusações de extorsão nas redes sociais. “Até que meu nome fosse veiculado na imprensa, eu não tinha ação de despejo, mas depois desse fato, tudo mudou. […] Eu tranquei meus estudos por questões pessoais, que não veem ao caso. Eu não preciso de qualquer motivo para arrancar dinheiro de Neymar“, concluiu. 
Fonte:RD1

Chefes da Polícia Civil e da PM em Pernambuco são proibidos de dirigir carros oficiais

Resultado de imagem para carros pmpe

Quase quatro meses após o chefe da Polícia Civil de Pernambuco, Joselito Kehrle, ser filmado com a família saindo da praia de Boa Viagem e entrando em um carro oficial, a Secretaria de Defesa Social (SDS) criou novas regras para o uso desses veículos nos horários de expediente e fora dele.

A portaria, assinada pelo secretário Antônio de Pádua, determina que o chefe da Polícia Civil e os comandantes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, além do secretário executivo de Defesa Social, não poderão dirigir carros oficiais. Exceto, “em situações excepcionais devidamente justificadas e de interesse público”.

Os veículos oficiais usados pelos policiais, em geral, serão recolhidos diariamente e guardados em garagem da SDS, ou das unidades de suas operativas. Essa regra, no entanto, não é válida para os veículos que atendem o chefe da Polícia Civil e os comandantes da PM e do Corpo de Bombeiros.

INVESTIGAÇÃO – A Sindicância Administrativa Disciplinar (SAD) que investiga o chefe da Polícia Civil ainda não foi concluída pela Corregedoria da SDS. Por enquanto, Joselito segue no cargo.

Quando as imagens viralizaram, em fevereiro deste ano, o chefe da Polícia Civil foi alvo de críticas. Ele, a mulher e a filha, em trajes de banho, aparecem deixando a orla de Boa Viagem e entrando no carro oficial.

Em Afogados, homem é esfaqueado por conta de um chapéu de 10 reais

Resultado de imagem para chapeu de 10 reais

A equipe da ROCAM foi acionada pela Central de Operações para atender uma ocorrência no “Bar da Neide”. 
Chegando ao local o policiamento tomou conhecimento através de populares que o imputado, um homem de 48 anos, ingeria bebida alcoólica juntamente com a vítima, um homem de 53 anos, quando começaram a discutir por causa de um chapéu que valia R$ 10,00 (dez reais), em seguida a vítima saiu do local dizendo que iria cobrar o valor a mãe do imputado, neste momento o imputado se dirigiu até a residência de sua genitora, se armou com uma faca e agrediu a vítima com um golpe no ombro esquerdo, causando um corte. 
Populares socorreram a vítima para o Hospital Regional Emília Câmara, onde recebeu atendimento médico e foi liberado. O acusado foi localizado em sua residência e conduzido à delegacia local, ele responderá TCO por lesão corporal leve. A arma branca não foi localizada

Governo convoca 500 aprovados no concurso da Polícia Militar

Resultado de imagem para concurso pmpe

A partir do próximo mês de janeiro, Pernambuco terá novos 500 policiais militares nas ruas. A convocação dos aprovados no concurso de praças da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) foi feita na manhã desta quarta-feira (5), durante uma reunião do Pacto pela Vida, que será realizada na Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), no bairro de Santo Amaro, no Recife. O calendário do curso de formação será anunciado à imprensa após o evento.

Os 500 novos integrantes da PMPE começarão em 1º de julho o Curso de Formação e Habilitação de Praças (CFHP), com duração de seis meses. Essa será a última etapa do concurso. O novo efetivo estará nas ruas no início de 2020.

O certame foi realizado em agosto de 2018. Ao término do curso, os policiais estarão aptos a atuar no policiamento ostensivo, reforçando a segurança do estado. Com esse novo contingente, passa de 7 mil o número de servidores nomeados para a área de segurança desde o início de 2015.

 

Vereadores são presos por pedirem propina a prefeita no Maranhão

Por G1 Maranhão — São Luís, MA

A Polícia Civil cumpriu na manhã desta quarta-feira (5) cinco mandados de prisão temporária e oito de busca e apreensão contra vereadores de Vitória do Mearim, distante 120 km de São Luís. A operação é de responsabilidade da Superintendência Estadual de Combate a Corrupção e Organizações Criminosas (Seccor) e o Ministério Público do Maranhão e apura crimes de corrupção passiva e associação criminosa.

A operação teve como alvos oito vereadores. Foram alvos apenas de busca e apreensão o presidente da Casa, George Maciel da Paz, além de Marcelo Silva Brito e Raimundo Nonato Costa da Silva.

Aparelhos celulares e computadores apreendidos nas residências do vereadores vão passar por análise no Laboratório de Tecnologia contra Lavagem de Dinheiro do Ministério Público. — Foto: Divulgação/ Polícia Civil

Aparelhos celulares e computadores apreendidos nas residências do vereadores vão passar por análise no Laboratório de Tecnologia contra Lavagem de Dinheiro do Ministério Público. — Foto: Divulgação/ Polícia Civil

Já os vereadores presos foram Hélio Wagner Rodrigues Silva, Oziel Gomes da Silva, Mauro Rogério Pires, José Mourão Martins e Benoa Marcos Rodrigues Pacheco. Eles também tiveram mandados de busca e apreensão em suas residências executados. O G1 tenta contato com a defesa dos envolvidos.

Os aparelhos celulares e computadores apreendidos nas residências do vereadores vão passar por análise no Laboratório de Tecnologia contra Lavagem de Dinheiro do Ministério Público.

Operação da Polícia Civil e MP em Vitória do Mearim — Foto: Divulgação / Polícia Civil

Operação da Polícia Civil e MP em Vitória do Mearim — Foto: Divulgação / Polícia Civil

Segundo a Polícia Civil, todos os presos vão ficar cinco dias no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, mas este prazo pode ser prorrogado por mais cinco dias “como forma de evitar que eles destruam ou omitam provas, ou até mesmo influenciem ou ameacem as testemunhas que serão ouvidas até a conclusão das investigações”.

Plano descoberto

Segundo a investigação, vereadores do município pediram propina para arquivarem uma Comissão parlamentar de Inquérito (CPI) contra a prefeita do município, Dídima Maria Coêlho. Os vereadores teriam pedido a propina ao marido da prefeita, que é o chefe de gabinete, Almir Coêlho Sobrinho. A CPI teria por base o crime de responsabilidade da gestora municipal.

Segundo a Polícia Civil, as conversas foram gravadas pelo chefe de gabinete. Nos áudios, a polícia disse que os vereadores pedem R$ 320 mil, que poderia ser pagos de forma parcelada. No decorrer das investigações, a polícia descobriu que outros vereadores iniciaram novas chantagens no valor de R$ 70 mil. Teve um vereador que chegou a pedir R$ 100 mil.

Almir Coêlho Sobrinho disse em depoimento aos policiais que além da propina, ele descobriu que os vereadores pretendiam afastar Dídima Coêlho para que “a vice (Elzir Lindoso) assumisse e pudesse sacar a quantia correspondente aos royalties da mineração destinados ao município”. O valor chega a R$2,2 milhões.

Nova política: Paulo Guedes diz que concursos públicos serão suspensos nos próximos anos

Resultado de imagem para paulo guedes

O ministro Paulo Guedes (Economia) disse nesta terça-feira (4) que concursos públicos ficarão suspensos pelos próximos anos para desinchar a máquina pública. Em audiência na Câmara, Guedes declarou que houve um excesso de contratações nos governos anteriores acompanhado de uma forte alta dos salários. Isso, segundo ele, prejudicou a situação financeira das prefeituras, estados e União.

“Para proteger a mão de obra que está lá, nós fizemos o seguinte: vamos desacelerar as contratações agora, ficar sem contratar um tempo, e vamos informatizar”, disse o ministro sobre os servidores do governo federal. Guedes ressaltou que 40% dos funcionários públicos devem se aposentar nos próximos quatro ou cinco anos. Por isso, a ideia da equipe econômica é travar os concursos públicos e evitar substituir os servidores que se aposentarem.