Torcedores estrangeiros envolvidos em episódios de violência não poderão entrar no Brasil durante o período da Copa América 2019, que começa no dia 14 de junho, com a partida entre as seleções do Brasil e da Bolívia, no Estádio do Morumbi, em São Paulo, e vai até o jogo final no dia 7 de julho, no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. A decisão consta de portaria do Ministério da Justiça e Segurança Pública publicada na edição desta segunda-feira (13) do Diário Oficial da União.

De acordo com o documento, os órgãos de controle fronteiriço e de atividades de fiscalização migratória nos portos, aeroportos internacionais e pontos de fiscalização terrestre de migração estão instruídos a impedir a entrada no país de pessoa que conste nos sistemas de controle migratório como “membro de torcida envolvida com violência em estádios”.

Para aumentar ainda mais a segurança nos estádios, a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) vai utilizar o sistema de reconhecimento facial para identificação de torcedores nos seis estádios onde serão disputadas as partidas.

De acordo com o gerente de Segurança do Comitê Organizador Local da Conmebol, Hilário Medeiros, esse será o primeiro evento no Brasil a trabalhar com o reconhecimento facial.

“Vamos deixar um banco de dados que será abastecido com informações de todo o mundo. Trabalhamos em parceria com os órgãos de segurança pública e a Interpol [organização internacional que ajuda na cooperação de polícias de diferentes países] para impedir que um indivíduo indesejado, que já tenha ou possa vir a causar distúrbios, entre nos estádios e perturbe o torcedor”, explicou.

Medeiros disse que, além da utilização do sistema de reconhecimento facial para coibir a presença de vândalos ou pessoas foragidas da Justiça nos estádios, um efetivo de 10 mil agentes de segurança privada será contratado pelo Comitê Organizador Local para o policiamento dentro dos estádios.

A Copa América Brasil 2019 será disputada em cinco cidades-sede: Belo Horizonte, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, com a participação de 12 seleções, sendo dez da América do Sul: Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela; e duas convidadas: Catar e Japão. (Via: Agência Brasil)

Cinco suspeitos de ataques a bancos morrem em confronto com polícia na BA

Cinco suspeitos de planejar ataques contra agências bancárias na região de São Sebastião do Passé e Catu, na Bahia, foram mortos em confronto com a polícia, neste domingo (12). A informação foi divulgada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA).

Conforme o órgão, os suspeitos foram interceptados na BR-110 após denúncias anônimas e levavam armas de fogo, coletes balísticos e munições.

Um primeiro carro furou a blitz da polícia e capotou, conforme a SSP. Dois homens saíram atirando e um ficou dentro do automóvel, que explodiu. Segundo as autoridades, esse seria um indicativo de que os suspeitos portavam também explosivos.

Outro veículo parou antes da barreira e, de acordo com a polícia, dois homens saíram disparando com armas de fogo.

Os cinco suspeitos foram socorridos, mas não resistiram aos ferimentos.

Com eles foram apreendidas duas pistolas calibres 765 e 380, dois revólveres calibre 38, um carregador, coletes balísticos, munições e algemas, entre outros itens.

Os mortos foram identificados como Claudinei Alves Souza, o “Capenga”, que respondia a três inquéritos, um deles por roubo a banco; Edson dos Santos, o ‘Bonitão’, com seis inquéritos em aberto sobre tráfico e roubos, apontado como parceiro de Adílson Souza Lima, o “Roceirinho”, fundador de uma facção criminosa.

Completam a lista Alessandro Santos de Jesus, que segundo a polícia é autor de crimes contra bancos no Mato Grosso do Sul; Reinaldo Melo dos Santos, que tinha mandado de prisão em aberto; e Dênis Cortes Campos, que respondia a quatro inquéritos e também é suspeito de integrar uma quadrilha criminosa.

A polícia diz que está fazendo buscas na região para tentar localizar outros suspeitos. 

PM Paraíba / Divulgação

A Polícia Militar da Paraíba anunciou no Diário Oficial do Estado que usará a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 como uma das etapas para o concurso de ingresso no Curso de Formação de Oficiais de 2020.

Baseado em editais anteriores, a remuneração inicial para oficiais da Polícia Militar do estado nordestino é de R$ 2,6 mil, passando a R$ 6,7 mil com a conclusão do curso de oficiais. Alguns requisitos além da conclusão do ensino médio são necessários para a seleção, entre eles, ter entre 18 e 32 anos com altura mínima de 1,65 para homens e 1,60 para mulheres.

O edital para a seleção do curso de formação, explicando peso de notas e próximas etapas, ainda não foi divulgado. Aqueles que tenham interesse em participar do Enem 2019, porém, precisam fazer as inscrições até a sexta-feira (17) e pagar a taxa de R$ 85 até o dia 23 de maio. Confira publicação no Diário Oficial da Paraíba clicando aqui (página 5).

 

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel
Escola Monteiro Lobato
 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho
Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!