Depois de análise, os animais devem passar por uma reintegração / Foto: Divulgação/Polícia Militar

Durante fiscalização, 259 aves silvestres foram apreendidas na feira livre de Afogados da Ingazeira, neste final de semana. A ação foi realizada pela Companhia Independente de Policiamento do Meio Ambiente (Cipoma), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH).

Parte dos animais estava na feira e outra parte foi encontrada na casa de dois homens, que foram encaminhados à delegacia de Afogados da Ingazeira e tiveram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) lavrado.

Após a apreensão, as aves foram entregue à CPRH e recolhidos ao Centro de Triagem. Depois de análise, os animais devem passar por uma reintegração.

 

 

 

 

Fiscalização Preventiva Integrada inicia ações de proteção ambiental no Sertão do Pajeú

 

Resultado de imagem para apreensao de aves pelo ibama e prf

Começaram neste último final de semana, no Sertão do Pajeú, as atividades de campo da etapa pernambucana da Fiscalização Preventiva Integrada da Bacia Hidrográfica do São Francisco (FPI Pernambuco). Composta por mais de 200 integrantes de 21 órgãos públicos e entidades não-governamentais, a iniciativa será realizada até o dia 10 de agosto nas cidades de Afogados da Ingazeira, Carnaíba, Iguaraci, Ingazeira, Tuparetama e Tabira. O encontro foi aberto neste domingo (29), com uma reunião entre os órgãos participantes.

 

As atividades de campo serão desempenhadas por sete equipes temáticas (Gestão e Educação Ambiental; Fauna; Flora; Comunidades Tradicionais; Agrotóxicos; Saneamento e Recursos Hídricos; e Abate) compostas por integrantes dos vários órgãos públicos e não-governamentais que integram a iniciativa.

 

Segundo a procuradora da República, Lívia Tinôco, a FPI Pernambuco completa a implantação do projeto nos cinco principais estados que compõem a bacia do Rio São Francisco, já que a iniciativa teve início na Bahia e vem sendo realizada também nos estados de Alagoas, Sergipe e Minas Gerais. “Sempre foi nosso sonho ter tantos órgãos públicos atuando em defesa da preservação da bacia do São Francisco. Com o início dos trabalhos em Pernambuco, esperamos deixar aqui o mesmo dos demais estados, que é o relacionamento entre as equipes dos diversos órgãos que estão atuando juntos. O que antes demandava um mês para se resolver através de um ofício vocês, daqui para a frente, vão poder fazer em cinco minutos, com uma ligação, porque vocês já se conhecem”, ressaltou.

 

Audiência pública – Ao final da operação, em 10 de agosto, será realizada audiência pública para apresentar os resultados da Fiscalização Preventiva Integrada para os gestores municipais, representantes da sociedade civil e organizações sociais da região do Pajeú.

 

Instituições parceiras e equipes – As instituições articuladas na Fiscalização Preventiva Integrada em Pernambuco, sob a coordenação do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Defesa do Meio Ambiente do MPPE, são Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco (Adagro); ONG Animalia; Agência Nacional de Mineração (ANM); Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac); Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa); CemaFauna Caatinga/Univasf; Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF); Agência de Bacia Peixe Vivo; Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH); Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA); Fundação Nacional de Saúde (Funasa); Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe); Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama); Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra); Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan); Ministério Público Federal (MPF) e Estadual (MPPE); Polícia Militar de Pernambuco (PMPE / 23º BPM e Cipoma); Polícia Rodoviária Federal (PRF); Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas); e Secretaria Estadual de Saúde (SES).

 

Golpe no WhatsApp promete 20GB de internet, mas instala vírus

 

Resultado de imagem para golpe no whatsapp

Você já recebeu alguma mensagem oferecendo internet de graça no WhatsApp? Pois é bom ter cuidado, já que esse é o mais novo golpe que criminosos estão tramando no aplicativo de mensagens.

Essa nova modalidade de crime tenta infectar os celulares com vírus e foi descoberta por estudiosos de segurança da PSafe. A intenção é enganar os usuários através de uma oferta irrecusável: um pacote de até 20GB de internet de graça que pode ser usado em 60 dias e isso é para qualquer operadora.

Para ter acesso a suposta “promoção”, o usuário tem que clicar em um link que o leva para um site onde a vítima receberia a oferta. No site, segundo o Olhar Digital, três perguntas são feitas: “quantos dias de internet o usuário quer”, ” a quantidade de internet” e “o tipo de rede que o usuário quer ativar”. Após responder as questões, a vítima precisa ainda compartilhar a mensagem com três amigos ou grupos no WhatsApp para poder receber o suposto benefício.

Metade dos professores no país não recomenda a própria profissão

 

Resultado de imagem para professores em sala de aula

No Brasil, metade dos docentes não recomendaria a um jovem se tornar educador por considerar a profissão desvalorizada, revela a pesquisa Profissão Docente, iniciativa da organização Todos Pela Educação e do Itaú Social.

De acordo com o levantamento feito pelo Ibope Inteligência em parceria com a rede Conhecimento Social, a maioria (78%) dos professores disse que escolheu a carreira principalmente por aspectos ligados à afinidade com a profissão. Entretanto,  33% dizem estar totalmente insatisfeitos com a atividade docente e apenas 21% estão totalmente satisfeitos.

Durante a pesquisa, foram entrevistados 2.160 profissionais da educação básica em redes públicas municipais e estaduais e da rede privada de todo o país, sobre temas como formação, trabalho e valorização da carreira. A amostra respeitou a proporção de docentes em cada rede, etapa de ensino e região do país, segundo dados do Censo Escolar da Educação Básica (MEC/Inep).

 

Operação: Mercado do Peixe é interditado por falta de condições sanitárias em Afogados

 

Local funciona na área do Mercado Público

O promotor e coordenador da Fiscalização Preventiva Integrada no Pajeú, André Fellipe Menezes, acabou de confirmar ao Debate das Dez do Programa Manhã Total que o Mercado do Peixe, que funciona do Mercado Público Municipal, foi interditado por não atender minimamente as condições sanitárias. Mercado do Peixe interditado…

 

 

“Encontramos gatos, condições sanitárias insustentáveis”, afirmou, dizendo que A vigilância Sanitária do Município também foi notificada. Há grande expectativa de que ação similar também seja adotada em relação aos açougues, cujas informações indicam condições sanitárias insatisfatórias.

Ele também prometeu ação específica de combate ao desmatamento ilegal de madeira na região, sem atender a legislação. “Infelizmente não é um crime fácil de fiscalizar, porque o transporte é feito de madrugada”. Mas garantiu fiscalização intensa e punição, quando necessário.

 

Composta por mais de 200 integrantes de 21 órgãos públicos e entidades não-governamentais, a iniciativa será realizada até o dia 10 de agosto nas cidades de Afogados da Ingazeira, Carnaíba, Iguaraci, Ingazeira, Tuparetama e Tabira.

 

As atividades de campo serão desempenhadas por sete equipes temáticas (Gestão e Educação Ambiental; Fauna; Flora; Comunidades Tradicionais; Agrotóxicos; Saneamento e Recursos Hídricos; e Abate) compostas por integrantes dos vários órgãos públicos e não-governamentais que integram a iniciativa.

Via Nill Jr.

Deixe uma resposta

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel
Escola Monteiro Lobato
 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho
Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!