Publicado em 31 de março de 2018

 

• Clique aqui e comente sobre isto

 

 

Pela primeira vez em quase duas décadas, a blogueira de moda Érika Santos falou do esquema de pagamentos de suborno que ela mesma denunciou vinte anos atrás

VEJA – Thiago Bronzatto, de Paris

 

A Polícia Federal e o Ministério Público tentam juntar as peças do quebra-cabeça que envolve uma grave suspeita contra o presidente Michel Temer: ele seria mentor e beneficiário do esquema de corrupção instalado há mais de duas décadas no Porto de Santos. A Lava-Jato já colheu depoimentos e indícios que convergem para um mesmo ponto: empresas pagaram milhões de reais em propina a políticos para garantir privilégios na operação de terminais portuários. Agora, as autoridades estão atrás de uma testemunha que pode mudar o curso da investigação — uma mulher que viu de perto a gênese do esquema, colheu documentos que provam sua existência desde a década de 90, sabe o nome dos personagens envolvidos e chegou até a ameaçar denunciá-los — mas, depois, fez um acordo, desistiu das acusações e desapareceu. VEJA a localizou.

 

Pela primeira vez em quase duas décadas, a blogueira de moda Érika Santos falou do esquema de pagamentos de suborno que ela mesma denunciou vinte anos atrás. “Todo mundo já sabe a verdade há muito tempo”, disse. Que verdade? Ela se mostra incomodada com a pergunta: “Por que vocês não pegam a planilha e vão atrás? Não tenho o que falar mais sobre essa história”. Em 2001, Érika apresentou à Justiça uma planilha que, segundo ela, revelava a existência de um esquema de “caixinha e propina” no Porto de Santos. O documento mostrava supostos pagamentos de suborno de empresas a personagens identificados como “MT”, “MA” e “Lima”. Os investigadores suspeitam que MT seja Michel Temer, MA se refira ao economista Marcelo de Azeredo e Lima corresponda ao hoje famoso coronel João Baptista Lima Filho, amigo do presidente e um dos presos na operação da quinta-feira 29.

Nota da Presidência da República

Na noite desta sexta-feira, a Presidência da República enviou a seguinte nota:

“O decreto dos portos, sob o qual está amparada a investigação sobre supostos benefícios à empresa Rodrimar, diz literalmente em seu Artigo 47-A, § 3º: ‘O disposto neste artigo não se aplica aos contratos firmados antes da vigência da Lei 8.830, de 25 de fevereiro de 1993’.

A mais rasa leitura do decreto teria enterrado, no ano passado, o pedido de abertura de tal investigação pelo então procurador-geral da República Rodrigo Janot. O fato é que a Rodrimar não se encaixa neste parágrafo, neste artigo, no todo do decreto ou na sua interpretação, por mais ampla que se queira, conforme despacho do Ministério dos Transportes: ‘Conclui-se que as disposições do decreto número 9048/17 não se aplicam aos contratos da empresa Rodrimar S/A’.

Tal decreto nasceu após criação de grupo de trabalho pelo Ministério dos Transportes que realizou amplo e público debate, em reuniões que ocorreram entre setembro de 2016 e maio de 2017. Todas as áreas da Rodrimar serão relicitadas.

 

Sem ter fatos reais a investigar, autoridades tentam criar narrativas que gerem novas acusações. Buscam inquéritos arquivados duas vezes pelo Supremo Tribunal Federal, baseados em documentos forjados e já renegados formalmente à justiça, e mais uma vez em entrevista à revista VEJA deste final de semana.

Tentam mais uma vez destruir a reputação do presidente Michel Temer. Usam métodos totalitários, com cerceamento dos direitos mais básicos para obter, forçadamente, testemunhos que possam ser usados em peças de acusação. Repetem o enredo de 2017, quando ofereceram os maiores benefícios aos irmãos Batista para criar falsa acusação que envolvesse o presidente. Não conseguiram e repetem a trama, que, no passado, pareceu tragédia, agora soa a farsa.

O atropelo dos fatos e da verdade busca retirar o presidente da vida pública, impedi-lo de continuar a prestar relevantes serviços ao país, como ele fez ao superar a mais forte recessão econômica da história brasileira. Bastou a simples menção a possível candidatura para que forças obscuras surgissem para tecer novas tramas sobre velhos enredos maledicentes. No Brasil do século XXI, alguns querem impedir candidatura. Busca-se impedir ao povo a livre escolha. Reinterpreta-se a Constituição, as leis e os decretos ao sabor do momento. Vê-se crimes em atos de absoluto respeito às leis e total obediência aos princípios democráticos”.

 

Ouricuri: Professores decretam greve e cobram reajuste salarial

 

 

Professores decidem entrar em greve em Ouricuri.

Blog do Britto / Foto: Ouricuri em Foco

Os professores da rede municipal de Ouricuri (PE), no Sertão do Araripe, decidiram entrar em greve na próxima quarta-feira (4). Em assembleia realizada ontem (29), eles defenderam o reajuste de 6,81%, enquanto o governo oferece 1,81%.

Foi aprovado ainda, ocupação do auditório do Câmara de Vereadores na terça-feira (3) e passeata pelas ruas na quinta-feira (12). Nesta segunda-feira (2), os vereadores deverão se reunir com os professores.

O Sindicato da categoria disse que a greve só será suspensa com a aprovação da proposta de reajuste de 6,81%

 

Armando reúne-se com presidente da UVP e avalia cenário de Pernambuco

 

O senador Armando Monteiro (PTB-PE) reuniu-se com o vereador e presidente da União dos Vereadores de Pernambuco (UVP), Josinaldo Barbosa. Armando e Josinaldo, que é filiado ao PTB e preside a Câmara Municipal de Timbaúba, trocaram impressões sobre a situação econômica e política de Pernambuco.
 
Na ocasião, Armando destacou a liderança de Josinaldo à frente da entidade, que representa um grande quantitativo de vereadores em Pernambuco. O senador também colocou-se à disposição da entidade para colaborar com projetos e ações em benefício dos municípios.
 
 

 

Homem sofre tentativa de homicídio no Alto do Bom Jesus em Serra Talhada

 Policiais Militares da ROCAM extra/14BPM da cidade de Serra Talhada, quando em rondas pelo Bairro Alto do Bom Jesus, foram informados pela Central de Operações, que havia ocorrido disparos de arma de fogo na Rua S, próximo ao Bar de “Zé Américo”, às 21h00 desta sexta feira 30, ao chegar no local se depararam com várias pessoas, que passaram a informar que a vítima Romildo Pedro da Silva, havia sido socorrido por populares, logo após ter sido alvejado por arma de fogo por dois elementos em uma moto CG, preta e que tomaram sentido ignorado. Foram feitas incursões na tentativa de capturar os algozes, porém até o momento sem êxito. A vítima segundo o médico de plantão não corria risco de morte, pois foi atingida de raspão. A ocorrência foi entregue na DPC local para providencias.
 
 
 

Blogueiros do Sertão voltam se encontrar na terça feira (3) em Afogados da Ingazeira

 

 
Blogueiros associado à Associação dos Blogueiros do Sertão-ABSertão, de várias cidades do Pajeú,e o Moxotó, voltam a se encontrar na próxima terça feira, dia 03 de Abril  durante reunião na cidade de Afogados da Ingazeira. O encontro acontece às 18h30 no Restaurante “O Matuto”, na Rua Henrique Dias, no centro da cidade.
 
Na pauta, os trâmites de documentações, adesão de novos blogueiros, jornalistas e radialistas, e outros assuntos pertinentes para o desenvolvimento da Associação. Os blogueiros que fazem parte da diretoria, escolhidos em reuniões anteriores estão desde já convidados, como também os blogueiros que fazem parte da Associação.
 

Mototaxista é assassinado à tiros no Bairro das Missões em Tabira

Em Tabira, no sertão de Pernambuco, por volta das 19:20 horas desta sexta feira santa (30), o policiamento foi informado de um homicídio no Bairro as Missões.

 Segundo relatos de uma testemunha, a vítima R.P.G.M., mototaxista, de 30 anos, morador do mesmo Bairro, estava na praça do bairro das Missões, em seguida deslocou-se a sua residência e no momento que abria a porta da casa foi surpreendido por disparos de arma de fogo.
 
 A vítima foi encontrada sem vida em um matagal próximo com vários disparos que atingiram cabeça, membros superiores, costas e pélvis. Conforme relatos preliminares não há motivação concreta para o crime, porém existem informações que a vítima era agiota como informa a Policia Militar ao Blog. 
 
A Policia Militar informou ainda que a vítima morava sozinho e que os vizinhos nada souberam informar a respeito do fato. Na ocasião foi encontrado com a vítima um celular marca Samsung modelo Galaxy J5 Prime e a quantia de R$ 816,00. Foram feitas diligências no intuito de prender o autor do crime, mas até o momento sem êxito. A Guarnição fez o isolamento do local do crime para a devida perícia e a ocorrência foi repassada a DP para as medidas legais.
 

 

Prefeitos na Paraíba viram réus em ações judiciais por crimes de responsabilidade

 

Os prefeitos das cidades Serra da Raiz, no Agreste da Paraíba, e de São João do Tigre, no Cariri paraibano, se tornaram réus em ações judiciais que indicam falta de transparência e improbidade administrativa.
 
O desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos, relator dos dois casos, acatou as denúncias feitas pelo Ministério Público contra o prefeito Maucélio Barbosa (PSB) de São João do Tigre e contra a prefeita Adailma Fernandes (PTB) de Serra Raiz na quarta-feira (28).
 
Apesar do deferimento das denúncias, iniciando o processo, o desembargador não procedeu com a prisão ou afastamento do cargo por entender que faltavam requisitos. No caso de Maucélio Barbosa, uma investigação da polícia e do MP apontaram retardamento no fornecimento de dados técnicos indispensáveis à propositura de Ação Civil Pública, requisitados pelo Órgão Ministerial.
 
No caso da prefeitra Adailma Fernandes, de Serra Raiz, a denúncia é de desvio de recursos públicos na ordem de R$ 8.546,02 por meio da contratação de uma empresa fantasma, conforme apuração feita em inquérito policial.
 
De acordo com MP, as irregularidades consistiram no pagamento de valor superfaturado de material e mão de obra para ampliação de uma Unidade Básica de Saúde (UBS).
 
Nos dois processos, os prefeitos apresentaram defesa. Os representantes de Maucélio Barbosa afirmou absoluta ausência do elemento subjetivo do dolo e ausência de justa causa para o procedimento criminal. O relator do processo explicou que nesta fase do processo, de recebimento da denúncia, o dolo não entra no mérito.
 
Por sua vez, a defesa de Adailma Fernandes explicou que a denúncia é inepta, pois não especifica a conduta delituosa praticada, nem a data em que o suposto crime se consumou, deixando uma lacuna na veracidade dos fatos. O representante da prefeita também pediu a improcedência da denúncia, mas não foi atendido.
 

Deixe uma resposta

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel
Escola Monteiro Lobato
 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho
Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!