Fotos: JC Imagem

 

O prefeito Geraldo Julio (PSB), candidato à reeleição, continua à frente do ex-prefeito João Paulo (PT) na última pesquisa de intenções de voto realizada antes do segundo turno pelo Instituto de Pesquisa Maurício de Nassau (IPMN), em parceria com o Jornal do Commercio e com o Portal Leia Já. O socialista aparece com 58,4% das intenções de votos válidos e o petista com 41,6%.

Esses percentuais mostram um cenário de estabilidade em relação à última pesquisa, em que Geraldo Julio tinha 59%, contra 41% de João Paulo. Esse levantamento havia mostrado uma queda de dois pontos do atual prefeito – logo, um crescimento também de dois pontos do adversário – dentro da margem de erro de 3,5 pontos percentuais.

Para o cientista político Adriano Oliveira, professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), os resultados levam à previsão de que Geraldo Julio será reeleito no segundo turno. “O candidato João Paulo, durante toda a trajetória eleitoral, não ‘roubou’ votos do candidato do PSB. E sempre ocorreu a polarização entre PT e PSB”, explicou o especialista. “Parte do eleitor do Recife optou pela continuidade e não pela mudança”, afirmou.

Oliveira argumenta que os fatores que levaram à liderança do socialista na pesquisa IPMN/JC foram o aumento da aprovação da sua gestão à frente da Prefeitura do Recife ao longo da campanha e a rejeição a João Paulo no mesmo período. “O prefeito Geraldo Julio sempre foi favorito a vencer a disputa”.

O cenário também é de estabilidade na pesquisa estimulada, quando são apresentados previamente aos entrevistados os nomes dos candidatos. Geraldo Julio ficou com 48,8%, levemente abaixo dos 49% da pesquisa anterior. Após crescer acima da margem de erro do penúltimo para o último levantamento, João Paulo apareceu com 34,8%, em pequena variação em relação aos 35% que havia registrado antes.

Os números são semelhantes aos da pesquisa espontânea, em que os nomes dos candidatos não são apresentados aos entrevistados previamente. Nela, o socialista tem 48,3%, crescendo em relação aos 47% da pesquisa anterior. Geraldo havia tido uma queda nas intenções de voto entre a penúltima e a última. O petista ficou com 34,9%, um leve aumento comparado com os 34% que conseguiu antes, no levantamento em que já havia crescido.

Nesta pesquisa, 12,1% declararam que vão votar em branco ou nulo e 13% não sabem em quem vão votar ou não responderam. Esses percentuais eram de 13% e 5%, respectivamente. O IPMN entrevistou 816 eleitores do Recife entre os dias 27 e 28 de outubro. O nível de confiança é estimado em 95% e a margem de erro é de 3,5 pontos percentuais. A pesquisa está registrada na Justiça Eleitoral com o número PE-08336/2016.

 

JOVEM QUE EMOCIONOU O PAÍS É CAPA DE CARTA CAPITAL

 

 “A menina que fala por nós” é o título da reportagem de capa da revista Carta Capital desse fim de semana, que traz a estudante Ana Júlia, cujo vídeo do discurso na Assembleia Legislativa do Paraná viralizou na internet nos últimos dias.
Ana Júlia fez uma defesa enfática e emocionante da legitimidade da ocupação dos alunos pelo País. Ela enfatizou aos deputados que o movimento é apartidário e sua única bandeira é a educação. Segundo ela, o grupo se sente ofendido quando é chamado de “doutrinado”, como tem ocorrido por parte de parlamentares da base do governador Beto Richa.
“Na edição 925 de CartaCapital, Ana Júlia Ribeiro e a juventude que aponta o caminho da esperança para o país”, anuncia a revista. Relembre abaixo o discurso da estudante aos deputados do Paraná:
 

Governo de Pernambuco anuncia entrega de 12 novas viaturas em Petrolina 2

 

O Governo de Pernambuco resolveu cumprir o que havia prometido há muito tempo, e, já na próxima semana, o 5º Batalhão de Polícia Militar (BPM), em Petrolina, receberá 12 novas viaturas para a substituição da sua antiga frota.
Os veículos fazem parte das 1.000 previstas para serem entregues até o mês de novembro de 2016 em todo o Estado. Esse reforço foi definido na última reunião do Pacto Pela Vida, ocorrida na quinta-feira (27), no Recife, sob coordenação dos secretários de Planejamento, Marcio Stefanni, e de Defesa Social, Angelo Gioia.
Segundo o comandante do 5º BPM, coronel Ricardo Peres, a distribuição das 12 novas viaturas será realizada de acordo com as áreas mais críticas em índices de violência no município, a exemplo dos bairros José Maria e João de Deus, e atenderá tanto as demandas das áreas urbanas quanto as da área rural. (foto/ arquivo divulgação)
 

Presidência da República: apenas 11% confiam

Só o Congresso Nacional e os partidos políticos perdem do Palácio do Planalto / Ricardo Moraes/Reuters

A Presidência da República está entre as instituições de menor prestígio no país: só 11% confiam nela, contra 59% que dizem acreditar nas Forças Armadas, o maior índice alcançado, segundo uma pesquisa da Escola de Direito de São Paulo da FGV (Fundação Getúlio Vargas).

Só o Congresso Nacional, com 10%, e os partidos políticos, com 7%, perdem do Palácio do Planalto, de acordo com os dados obtidos pela colunista Mônica Bergamo.

O Poder Judiciário, objeto da pesquisa, ficou em sétimo lugar no ranking elaborado pela equipe da FGV, com 29%.

Antes dele vêm, além das Forças Armadas, a Igreja Católica (57%), a imprensa escrita (37%), o Ministério Público (36%), as grandes empresas (34%) e as emissoras de TV (33%).

Depois do Judiciário aparece a Polícia (25%), os sindicatos (24%), as redes sociais (23%) e então Presidência, Parlamento e legendas partidárias.

Policia prende suspeito de participar de assalto à Casa Lotérica de Juru-PB

Em uma ação eficiente dos policiais militares da nossa região – e também a falta de sorte de um dos criminosos -, foram identificados os acusados do assalto à Casa Lotérica da cidade de Juru, no Sertão da Paraíba, e um dos meliantes envolvidos no crime se encontra preso na Cadeia Pública de Princesa Isabel.

 

A ação criminosa ocorreu por volta das 10h00 da última segunda-feira (24), quando dois homens armados e encapuzados chegaram em uma moto Bross e anunciaram o assalto à Casa Lotérica JPSMS, localizada no Centro da cidade. 
De acordo com informações da PM, a atitude estranha de dois elementos que circulavam em uma moto, antes do assalto acontecer, teria chamado a atenção de um ‘olheiro’ da PM que se encontrava nas imediações do estabelecimento assaltado e, logo após o ocorrido, ligou para Companhia Militar em Princesa Isabel, tendo relatado que o juruense Rodrigo Vicente Barbosa, conhecido como ‘Flor’, juntamente com outro indivíduo não identificado, agia como se estivesse observando para onde ia a viatura que circulava pela cidade com o destacamento local.

 

Em Princesa, ainda de acordo com informações, imediatamente a PM se dirigiu até a residência de um elemento envolvido em assaltos a fim de investigá-lo e, para surpresa de todos, quem estava lá era exatamente o juruense ‘Flor’, provavelmente aguardando a chegada dos seus comparsas, tendo o mesmo sido levado à Delegacia de Polícia Civil para ser interrogado pela autoridade competente.
 
Enquanto isso, a guarnição do destacamento de Juru seguia em perseguição à dupla que fugiu em direção ao Vale do Piancó após o assalto, tendo encontrado a moto usada na fuga abandonada no sítio Várzea da Cruz, na zona Rural de Santana dos Garrotes, há 54 km da cidade de Juru. 
Naquela comunidade os PMs foram informados por populares ali residentes que a dupla que conduzia a moto era José Júlio Pereira da Silva, conhecido por Neguinho, juntamente com outro elemento informado como sendo ‘Edson de Tavares’, e que ambos haviam empreendido fuga na caatinga.   

 

Perante o delegado de Polícia Civil em Princesa Isabel, embora negasse que fosse o informante dos bandidos que praticaram o assalto à Casa Lotérica em Juru, para azar seu chegou no mesmo momento àquela Delegacia o proprietário da motocicleta usada pelos assaltantes, cuja moto havia sido roubada por dois homens no sítio Manguensa um dia antes, ocasião em que o seu dono reconheceu ‘Flor’ assim que o viu, uma vez que o mesmo agira de ‘cara limpa’ quando de arma em punho praticou o roubo. (Juru em Destaque)

 

Governo Federal não divulga gastos com cartões corporativos há três meses

Presidência da República tem o maior gasto com cartões corporativos: R$ 6,657 milhões no primeiro semestre (Crédito: Roberto Stuckert Filho / Presidência da República)

Há três meses, o Portal da Transparência não divulga os gastos com cartão corporativo do governo federal. Pela lei, a liberação dos dados deve ser feita em tempo real, até o primeiro dia útil depois que as informações chegam ao sistema. O último detalhamento é do mês de junho, pouco tempo depois de Michel Temer assumir interinamente a Presidência.

E, apesar da crise e do discurso de austeridade, o gasto seguiu o mesmo ritmo dos meses anteriores. Só no primeiro semestre deste ano, o governo gastou R$ 22,784 milhões. O consumo médio por mês é de R$ 4 milhões, o mesmo patamar de 2015.

Segundo o Ministério da Transparência, o atraso na publicação dos dados se deve a um erro do Banco do Brasil. A instituição enviou os dados de julho com inconsistências e isso prejudicou a divulgação dos meses seguintes. O Banco do Brasil confirmou que enviou os dados e disse que esse envio é feito mensalmente.

A coordenadora de pesquisa da ONG Transparência Brasil, Juliana Sakai, lembra que com os dados desatualizados, o portal perde a utilidade.
 
“Se o governo considera a prestação de contas e transparência algo importante, esses dados deviam estar atualizados no site. Três meses percorre todo o tempo do atual governo, e isso (a desatualização) impossibilita que haja uma checagem, que haja uma fiscalização desses gastos. E isso é muito preocupante”, afirmou. 
 
O cartão corporativo funciona como um cartão de crédito e permite, também, a realização de saques em dinheiro. Geralmente é usado para pagamento de bens, serviços e despesas em materiais, contratação de serviços e pagamento de viagens.

A presidência da República registra o maior gasto com cartões no primeiro semestre. A despesa chegou a R$ 6,657 milhões – o que representa quase 30% do total gasto até junho. A maior parte foi desembolsada pela Abin (Agência Brasileira de Inteligência). O segundo órgão no topo do ranking é o Ministério da Justiça: que gastou R$ 5,5 milhões – a maior parte foi pelas superintendências da Polícia Federal de todo o país. Do total de despesas com o cartão no primeiro semestre, R$ 11 milhões não são públicos, ou seja, mais da metade dos valores é inacessível. Todos os gastos da ABIN, da Polícia Federal e a maioria dos da Presidência da República estão sob sigilo.

Só que a caixa preta vai além: outros R$ 3 milhões dos gastos com o cartão corporativo não podem ser acessados. Isso porque esses valores foram sacados e não há identificação de como o dinheiro foi usado. Com isso, sobe para 65% a parte da quantia que foi gasta sem discriminação pelo governo.

 

Os três estados mais violentos do país estão no Nordeste, mostra estudo

O Brasil registrou mais mortes violentas de 2011 a 2015 do que a Síria, país em guerra, em igual período. Os dados, divulgados hoje (28), são do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.
 
Foram 278.839 ocorrências de homicídio doloso, latrocínio, lesão corporal seguida de morte e mortes decorrentes de intervenção policial no Brasil, de janeiro de 2011 a dezembro de 2015, frente a 256.124 mortes violentas na Síria, entre março de 2011 a dezembro de 2015, de acordo com o Observatório de Direitos Humanos da Síria.
 
Apenas em 2015, foram mortos violentamente e intencionalmente 58.383 brasileiros, resultado que representa uma pessoa assassinada no país a cada 9 minutos, ou cerca de 160 mortos por dia. Foram 28,6 pessoas vítimas a cada grupo de 100 mil brasileiros. No entanto, em comparação a 2014 (59.086), o número de mortes violentas sofreu redução de 1,2%. 
 
Das 58.383 mortes violentas no Brasil em 2015, 52.570 foram causadas por homicídios (queda de 1,7% em relação a 2014); 2.307 por latrocínios (aumento de 7,8%); 761 por lesão corporal seguida de morte (diminuição de 20,2%) e 3.345 por intervenção policial (elevação de 6,3%).
 

Estados – Sergipe, com 57,3 mortes violentas intencionais a cada grupo de 100 mil pessoas, é o estado mais violento do Brasil, seguido por Alagoas (50,8 mortes para cada grupo de 100 mil) e o Rio Grande do Norte (48,6). Os estados que registraram as menores taxas de mortes violentas intencionais foram São Paulo (11,7 a cada 100 mil pessoas), Santa Catarina (14,3) e Roraima (18,2).
 

Sede do IPA é ocupada por trabalhadores rurais no Sertão

Sede do IPA foi ocupado em Petrolina (Foto: Paulo Nogueira)

O prédio do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), em Petrolina, no Sertão do Estado, foi ocupado por trabalhadores rurais, nesta sexta-feira (28). Participaram profissionais de Afrânio, Dormentes, Petrolina, além de outras regiões do Sertão do Estado.

Os trabalhadores entregaram uma carta com várias reivindicações referentes a seca. Entre as cobranças está o restabelecimento do abastecimento de água, feito pelos carros-pipa, que estava suspenso por causa do atraso nos salários dos pipeiros.

A Coordenadoria de Defesa Civil de Pernambuco (Codecipe) informou que com a liberação do pagamento dos pipeiros, o serviço de abastecimento está sendo restabelecido aos poucos.

Atualizado em 29/10/16 às 00h00

Com Temer, Brasil bate novo recorde em desemprego e aprofunda a crise, denuncia Humberto

 

 

Senador Humberto Costa (PT-PE)

Senador Humberto Costa (PT-PE)

Números do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados nessa quinta-feira (27), mostram o avanço no corte de empregos no País.

De acordo com os dados, a população desocupada somou 12 milhões de pessoas – um aumento de 3,8% sobre o trimestre de abril a junho de 2016 e de 33,9% frente ao mesmo trimestre de 2015.

Esta é a segunda vez durante a gestão de Michel Temer (PMDB) que o desemprego bate recorde. Desde que este levantamento começou a ser realizado, em 2012, este é o valor mais alto já registrado pelo IBGE.

Segundo o líder do PT no Senado, Humberto Costa, a pesquisa mostra a “incompetência da gestão de Temer” em resolver à crise. “O que a gente vê é um aprofundamento de todos os problemas: do desemprego, da educação, da saúde, da economia, dos escândalos de corrupção. É notícia negativa em cima de notícia negativa. Não há quem aguente”, destacou o senador.

A pesquisa do IBGE também revelou queda no número de empregados com carteira assinada. As contratações formais recuaram 0,9% sobre o trimestre de abril a junho e 3,7% em relação ao observado um ano atrás. O rendimento médio real também sofreu redução na comparação com o ano passado e hoje é de R$ 2015.

Para Humberto, a tendência é a crise ainda mais de agravar após a aprovação da PEC 241 e outras medidas impopulares. “Este governo que não tem nem apoio da população e respaldo eleitoral para implementar essa agenda negativa. A tendência é esses problemas se tornarem maiores com a falta de recursos, que vão ficar congelados, caso a PEC 241 seja aprovada. Por isso, seguimos lutando para que esse tipo de proposta seja rejeitada no Senado”, esclarece Humberto.

 

Motorista invade residência na AABB, em ST, e ameaça matar ex-esposa

 

SireneMais um caso de violência doméstica foi registrado em Serra Talhada, nessa sexta-feira (29). De acordo com informações da Polícia Militar, um motorista de 47 anos, de identidade não revelada; invadiu a residência da sua ex-esposa, uma professora de 47 anos para ameaça-la de morte.

Em depoimento a PM, a professora relatou que já tinha solicitado uma medida protetiva à Justiça no dia 10 de outubro. Mesmo assim, as ameaças continuaram por parte do ex-companheiro. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia como ameaça e invasão de domicílio.

Todos os dias Serra Talhada registra casos de violência contra a mulher. Entretanto, não há perspectivas de funcionamento de uma delegacia especializada na cidade.

 

 

Em crise, Fundação Nacional do Índio pode fechar metade das unidades

 

indiosUm memorando interno enviado pela diretoria administrativa da Funai (Fundação Nacional do Índio) ao Ministério da Justiça diz que a situação financeira do órgão se tornou “crítica” com a ameaça de fechamento de 70 a 130 unidades administrativas das 260 existentes.

O risco decorre, segundo relatório obtido pela reportagem, do orçamento previsto para o ano que vem para o órgão.

O documento prevê impactos em todas as áreas, como a redução de 43% nas ações de fiscalização e combate a invasões de terras indígenas e o encerramento das atividades de 6 das 12 “frentes etnoambientais”.

Esses grupos são encarregados da proteção de índios isolados ou de recente contato em regiões de difícil acesso, onde um surto de doença ou a ação de invasores pode provocar mortes em curto espaço de tempo. Trata-se de uma das missões tidas como mais sensíveis na questão indígena.

A previsão orçamentária da Funai para 2017 é de R$ 110 milhões, excetuando gastos com salários. No comunicado entregue ao Ministério da Justiça, a chefia administrativa da fundação pediu que o valor seja aumentado para R$ 180,4 milhões.

Segundo o documento, o valor de 2016 perdeu R$ 67 milhões em relação ao ano anterior e o previsto para 2017, segundo a diretoria, “é equivalente ao aprovado para o exercício de 2002, há 15 anos”, representando um corte de 45% em relação a 2013.

Segundo o memorando, o montante previsto “é insuficiente para o atendimento dos objetivos e iniciativas do plano plurianual (2016-2019)” e também “incompatível com as necessidades de despesas” do órgão, incluindo aluguel de imóveis, vigilância, energia elétrica, limpeza e telefone.

O ofício é datado de julho deste ano e registra “uma expressiva demanda reprimida em virtude de insuficiência de dotação orçamentária dos últimos exercícios”.

A situação piorou após o memorando. Em resposta de 30 de setembro, o ministério disse que se tornou “necessário um bloqueio extra” em seu orçamento e, como efeito, um corte de mais R$ 9 milhões nos gastos da Funai até dezembro.

Segundo o relatório da Funai, “não é mais suportável” o remanejamento do orçamento para recompor despesas administrativas.

“Visto que elas também perderam 37% de suas dotações de 2015 para 2016, o que aumentaria o desequilíbrio entre as atividades meio e fim, situação constantemente questionada pelo TCU [Tribunal de Contas da União]”, diz.

Leia mais na Folha de PE

Série A2 do PE encerra a primeira fase com quatro confrontos neste sábado

Estádio Vianão (Foto: Reprodução / Facebook)

A Série A2 do Pernambucano continua neste sábado com quatro partidas movimentando a nona rodada que decidirá os confrontos das quartas de final. Agora falta muito pouco para a próxima fase, e rodada pode definir novo líder da competição. Todos os confrontos serão realizados no mesmo horário, às 15h. Confira as partidas:

Afogados x Ferroviário do Cabo

O líder Afogados duela com o vice-lanterna Ferroviário no Vianão (foto). A Coruja reassumiu a liderança da competição no último jogo, quando derrotou o Centro Limoeirense de virada por 2 a 1. Já o Ferrim, busca se distanciar da lanterna, que está com o Íbis.

Para o confronto a FPF-PE escalou para apitar o jogo o árbitro Gleydson Ferreira Leite que terá as assistências de Karla Renata Cavalcanti de Santana e Rafael Rodolfo de Souza Correia.

Vera Cruz x Timbaúba

Abrindo os confrontos, o vice-líder Vera Cruz enfrenta o Timbaúba no Carneirão. O Galo das Tabocas está com um 15 pontos na tabela – um a menos que o Afogados – e se vencer a partida, e a Coruja for derrotada, assume a liderança.

Para o jogo a Federação Pernambucana de Futebol (FPF-PE) escalou o árbitro Gilberto Rodrigues Castro Junior, que contará com os auxílios de Charles Rosas Pires e Gilson Braz do Nascimento.

Barreiros x Centro Limoeirense

O Barreiros encara o Centro Limoeirense no estádio municipal Luiz Brito Bezerra de Melo. A Raposa do Litoral vem fazendo boa campanha e está na disputa pela liderança com 14 pontos – mesma pontuação do Flamengo de Arcoverde. O Dragão duela por melhor pontuação, e pode ser ultrapassado pela Cabense dependendo do resultados dos confrontos.

Para a partida a FPF-PE selecionou o árbitro Sebastião Rufino Ribeiro Filho. Para as assistências, o árbitro conta com Idelvanio Antônio Cavalcanti de Lima e Ronny Albert Araújo de Souza.

Flamengo de Arcoverde x Cabense

O duelo entre o Flamengo de Arcoverde e a Cabense será realizado no estádio Áureo Bradley. O Tigre do Sertão folgou na última rodada e precisa vencer para se distanciar do Barreiros. Ambos estão com 14 pontos e podem assumir a liderança se conseguirem o resultado positivo nesta rodada. O Azulão vem do empate com a Raposa do Litoral.

Para o duelo a FPF-PE escalou a árbitra Ana Karina Marques Valentim que poderá  

Deixe uma resposta

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel
Escola Monteiro Lobato
 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho
Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!