13937822_1814464838785557_496786696367292258_o

Às vésperas do início da campanha eleitoral, os dois principais partidos que disputam a prefeitura de Arcoverde (PSB e PTB) promoveram na semana que passou plenárias para debater programas de governo. Os socialistas reuniram secretários, comissionados e jovens no salão do colégio Cardeal. Já os trabalhistas foram para o bairro do São Cristóvão.

Assim foi na última sexta-feira, no prédio da antiga Real Car, na Avenida José Bonifácio, quando centenas de moradores dos bairros do São Cristóvão, Novo Arcoverde, Jardim da Serra, Jardim Petrópolis, Tamboril, Malhada, Cohab I e II se fizeram presentes apresentando suas reivindicações a candidata do PTB, Nerianny Cavalcanti; e seu vice, Erb do Pague Menos. Presente também o deputado federal Zeca Cavalcanti (PTB).

“O grande diferencial de um governo que vamos implantar a partir de janeiro para com o atual é exatamente o do cuidado com as pessoas, com um olhar voltado para o dia a dia dos cidadãos, o desenvolvimento, a geração de emprego, a segurança, a saúde e a retomada do trabalho em Arcoverde”. disse Para a presidente do PTB, Nerianny Cavalcanti.

 

Essa foi a terceira plenária já realizada pelo PTB de Arcoverde, batizada de a Arcoverde que Mereço, que já reuniu moradores de outros oito (8) bairros. Esta semana, a chamada Caravana da Esperança chega a outra região da cidade.

 

A maratona de 28 curtas e 5 cinco longas-metragens do 9º Festival de Cinema de Triunfo tem início hoje (08) e vai até domingo (14), no tradicional Cine Theatro Guarany. A mostra na fria cidade sertaneja deste ano homenageia os atores Germano Haiut e Maeve Jinkings e tem programação também previstas para Serra Talhada e Afogados da Ingazeira.

A seleção da Mostra Competitiva de Longa-Metragem tem dois documentários – Danado de Bom, de Deby Brennand, que fala sobre a vida do compositor João Silva e levou quatro calungas no Cine PE 2016 (melhor filme, fotografia, montagem e edição de som), e Umbigo, de Cauê Santana (BA) – e três ficções – Para Minha Amada Morta, de Aly Muritiba (PR), Todas as Cores da Noite, de Pedro Severien (PE), e Clarisse ou Alguma Coisa Sobre nós Dois, de Petrus Cariry (CE). Em exibição especial, o público assistirá Bom Dia, Poeta, de Alexandre Alencar (PE), sobre o poeta Lourival Batista, Louro do Pajeú.

Triunfo também assistirá as mostras especiais de Stopmotion e do Festival de Cinema de Belo Jardim. Como parte da programação há sessões especiais para crianças e adolescentes, além de atividades de formação, como o seminário Inclusão no Audiovisual e o Seminário Diálogos da Associação Brasileira de Preservação Audiovisual (ABPA), realizado em parceria com a Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj). A proposta deste último é discutir políticas e ações regionalizadas para preservar e tornar acessíveis as produções audiovisuais.

Com mais de 50 anos de carreira dedicados ao cinema e teatro, Germano Haiut participou de longas como Eles Voltam, País do Desejo, Quincas Berro D’Água, O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias e Baile Perfumado, além das minisséries A Pedra do Reino e Amores Roubados, entre outras atuações.

Brasiliense radicada no Recife, Maeve Jinkings está no elenco de Aquarius e participou de O Som ao Redor. No seu currículo estão Açúcar (em finalização), Boi Neon, Seu Cavalcanti (em edição), Amor Plástico e Barulho, Boa Sorte Meu Amor e Era Uma Vez Verônica.

O Festival de Cinema de Triunfo é realizado pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) em parceria com as prefeituras, o Sesc-PE, a Cepe Editora, a Fundação Joaquim Nabuco e mostras independentes como a Cineme Belo Jardim e a Stopmotion.

 

Conta de energia elétrica terá novo aumento para o consumidor devido indenização bilionária à Chesf

http://www.cabrobonews.com.br/wp-content/uploads/2015/04/chesf2.jpg

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou o pagamento de uma indenização de R$ 5,09 bilhões à Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) para compensar os investimentos realizados pela estatal nos 17 mil km de linhas de transmissão e de 90 subestações que não foram amortizadas até 31 de dezembro de 2012. O montante será bancado pelo consumidor e estará embutido na conta de luz, por oito anos, a partir do próximo reajuste anual do serviço. No caso dos pernambucanos, o aumento ocorre em abril de 2017. A Aneel não informou o valor que será acrescido em função da indenização.

Todos os consumidores do país deveriam ter pago os investimentos feitos nessas linhas de transmissão da Chesf até 2015, quando venceria a concessão delas. No entanto, a concessão foi renovada antecipadamente em 2012 dentro de um pacote lançado pela então presidente Dilma Rousseff (PT), que pretendia baixar a conta de energia dos brasileiros em 20%, o que não chegou a ocorrer. Primeiro, porque as empresas que não pertenciam à União não aceitaram as condições impostas na renovação. Segundo, por causa da grande estiagem que atingiu a caixa d’água responsável por alimentar 70% das hidrelétricas do País, levando ao uso contínuo das térmicas, que passaram a produzir uma energia mais cara. Isso contribuiu para a alta da conta.

As empresas que aceitaram a renovação tiveram uma redução no valor da sua tarifa, com a condição de repassá-la ao consumidor final, como planejava o governo federal. Por exemplo, a Chesf vendia o megawatt-hora por R$ 100 em 2012 na área de geração. Para cumprir as medidas acertadas, a estatal passou a vender a mesma quantidade de energia por R$ 40 em janeiro de 2013, o que fez a empresa passar a registrar prejuízo nos seus balanços. Essa não foi a única perda. Na época, especialistas do setor elétrico calcularam que a União deixou de reconhecer R$ 7 bilhões em investimentos feitos pela Chesf. A estatal aceitou a renovação por pertencer ao governo federal.

A indenização autorizada pela Aneel será paga à Chesf por oito anos, mensalmente, a partir de julho de 2017. Os valores serão corrigidos, também por mês, pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). “Os recursos serão usados na manutenção e modernização. Até o final do ano, também definiremos quais serão as novas obras”, diz o presidente da Chesf, José Carlos de Miranda Farias.

Atualmente, a estatal está numa situação de dificuldade porque há decisões da Justiça bloqueando R$ 490 milhões do caixa da empresa por causa de uma suposta dívida na construção da hidrelétrica de Xingó nos anos 80.

 

Deixe uma resposta

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel
Escola Monteiro Lobato
 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho
Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!