Nas negociações do acordo de delação premiada, executivos da construtora Odebrecht, entre eles o ex-presidente da empresa Marcelo Odebrecht, apontaram mais de cem deputados, senadores e ministros, entre outros políticos, como beneficiários diretos de desvios de dinheiro público, ou como recebedores de outras vantagens, como repasses de verba para suas campanhas, por exemplo. As informações foram divulgadas pelo jornal O Globo. Os depoimentos dos executivos da Odebrechet estão previstos para começar nesta sexta-feira (29).
 

 

Segundo a publicação, entre os citados há pelo menos dez governadores e ex-governadores. O jornal afirma que compõem a lista os governadores do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB); de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB); e de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT). O jornal ressalta ainda que não estão claras ainda as circunstâncias em que cada um dos governadores aparece no roteiro das delações. Na lista também constam vários ex-governadores, entre eles Sérgio Cabral (PMDB-RJ). 

 

Maior empreiteira do país, a Odebrecht tem obras e contratos com a administração pública dos três Poderes, e em praticamente todos os estados do país. Só no ano passado, a empresa faturou mais de R$ 130 bilhões com negócios no Brasil e no exterior.

INGAZEIRA: CONVENÇÃO DO PTB SERÁ NA PRÓXIMA SEXTA-FEIRA (05)

 

CONVITE PTB INGAZEIRA

DESEMPREGO SOBE PARA 11,3% NO TRIMESTRE, APONTA Pnad, DO IBGE

 

desempreoO desemprego subiu para 11,3% no trimestre encerrado em junho, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (29) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa é a maior já registrada pela série histórica da Pnad Contínua, que teve início em janeiro de 2012.

No trimestre encerrado em março, o índice de desemprego foi de 10,9% e no período de abril a junho de 2015, de 8,3%. No trimestre de março a maio, a taxa bateu 11,2%.
A população desocupada cresceu 4,5% em relação ao primeiro trimestre e chegou a 11,6 milhões de pessoas. Já na comparação com o 2º trimestre de 2015, o aumento foi de 38,7%.

Por outro lado, a população ocupada somou 90,8 milhões de pessoas e mostrou estabilidade em relação ao 1º trimestre e queda de 1,5% sobre o período de abrio a junho de 2015.

Segundo Cimar Azeredo, coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE, a ocupação se manteve estável em relação ao trimestre anterior, no entanto, foi menor do que em 2015. “Com o crescimento da população em idade para trabalhar (1,3%) e a redução da população ocupada, o nível da ocupação no ano caiu de 56,2% para 54,6%.” A Pnad entrevista 211 mil domicílios em 3.464 municípios e 15.756 setores do país.

Também não houve alteração em relação à quantidade de trabalhadores com carteira assinada, que ficou em 34,4 milhões. Já na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior, esse número caiu 4,1%.

Em um ambiente de desemprego em alta, o rendimento médio dos trabalhadores acabou caindo e atingiu R$ 1.972. Sobre o 1º trimestre, a renda diminuiu 1,5% e em relação ao 2º trimestre do ano passado, 4,2%.

Domésticos, servidores e empregadores
O número de trabalhadores domésticos chegou a 6,2 milhões e cresceu 3,7% em relação ao ano passado. Na comparação o trimestre anterior, por outro lado, ficou estável

 
 

Homem morre após carreta tombar e atingir veículo em São Bento do Una

 
Acidente ocorreu na PE-193, na zona rural do município / Foto: Divulgação/ Belo Jardim em Foco.
 
Um Homem morreu e outro ficou ferido em acidente nessa quarta-feira (27) em São Bento do Uma, no Agreste de Pernambuco. De acordo com informções da Polícia Militar, uma carreta teria tombado e atingido um veículo no Sítio Uma de Gajarna, na Zona Rural do município. O acidente ocorreu na PE-193.
 
Ainda segundo a polícia, o condutor do carro, identificado como Paulo Sandro da Silva, de 32 anos, ficou preso às ferragens e morreu no local. O corpo dele foi retirado por uma equipe do Corpo de Bombeiros. Jailson José da Silva, de 35 anos, que também estava no veículo, foi socorrido em estado grave para o hospital do município.
 
A polícia informou ainda que o condutor da carreta fugiu sem prestar socorro às vítimas e ainda não foi identificado. (NE10)
 

Ministro da Saúde atua para penalizar a população, afirma Humberto

 
O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), denunciou, hoje, a articulação do ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP-PR), junto ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), para evitar decisões judiciais favoráveis a pacientes que querem assegurar medicamentos ou tratamentos negados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) ou por planos de saúde. Segundo Humberto, que foi ministro da Saúde de Lula, a ação de Barros é “inaceitável”.
 
“O ministro da Saúde age exatamente contra quem ele deveria proteger: a população. Ao invés de buscar recursos e alternativas para ampliar e melhorar o atendimento do SUS e dos planos de saúde, ele ajuda a proteger os planos de saúde e defende a restrição do atendimento do Sistema Único de Saúde. Como pode um ministro usar de sua influência para defender essas bandeiras?”, questionou o líder do PT.
 
Em entrevista ao jornal El País, o ministro defendeu a iniciativa e disse que “não há recurso para se dar tudo a todos” e falou mais uma vez na criação de planos de saúde populares. Não é de hoje que o ministro vem gerando polêmica. Ricardo Barros também causou repercussão ao declarar que “o tamanho do SUS precisa ser revisto” e que é da cultura do brasileiro “imaginar doenças”.
 
“Todos os dias o ministro da Saúde se envolve em polêmicas. Diz uma coisa e depois tem que se desdizer, tem que explicar. Isso só mostra o despreparo de alguém que só está no posto comandando um dos maiores orçamentos do país por questões políticas. É inaceitável ter alguém alienado no comando da pasta que cuida da saúde dos brasileiros”, afirmou o senador.

 

Segundo Humberto, é fundamental a mobilização para evitar maiores retrocessos na saúde. “Temos que estar mobilizados, denunciando os absurdos que estão fazendo. É uma ação diária. Precisamos dizer que queremos um SUS melhor e de mais qualidade 
 

Em Araripina : Luciano Capitão, Camila Modesto e Deval declaram apoio a Aluízio Coelho

 

 
Política em Araripina e suas surpresas…
 
Depois de muitas especulações os vereadores do PMDB, Luciano Capitão, Camila Modesto e Deval do Gergelim oficializaram o apoio ao médico e pré-candidato a prefeito de Araripina Aluízio Coelho (PP).
 
O anuncio foi feito hoje sexta-feira (29), pela manhã, depois de longas conversas com os vereadores Aluízio ganha esse reforço para sua campanha.
 
Como já foi dito por esse blog em outras matérias, a opção dos vereadores, era Tião ou Aluízio, mas como eles já tinha dado a palavra que não voltariam para o grupo do prefeito, optaram por ficar com o grupo de Aluízio Coelho.
 
Quem também declarou apoio foi o partido PROS através de seu presidente Edésio do Chapada, assim também como o pré-candidato Claudevan Leal. O marqueteiro e consultor político Airton Lage também se integrou a campanha de Aluízio.
 
Só posso salientar, que um ‘Macaco pulando e um Cavalo correndo, fica difícil um Peru acompanhar’. 
Araripina em foco
 
 
 

Deixe uma resposta

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel
Escola Monteiro Lobato
 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho
Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!