IMG_3543

Do Sertânia News

Pelo visto, o governo Guga Lins (PSDB), de Sertânia, em alguns casos só funciona sob pressão. É constante a procura da população pelo ministério público para que o promotor intervenha nas mais diversas situações. Desta vez, o prefeito coleciona em seu DNA administrativo mais uma parada dos profissionais da saúde, sendo a primeira parada da história dos servidores do hospital municipal Maria Alice Gomes Lafayette nos seus mais de 100 anos de fundação.

Os atrasos salariais destes e demais servidores vinham acontecendo há algum tempo, só que ninguém consegue acumular sucessivos meses de atrasos nas contas de água, luz, telefone, plano de saúde, aluguel, cartão de crédito e principalmente, os produtos alimentícios do lar, é o fator subsistência que estar em jogo, além do descontrole financeiro em todas as áreas, pois, a maioria deles são arrimos de família.

Tem integrantes da cúpula do governo municipal que acha normal atrasos nos salários de vinte dias ou mais, para eles o servidor não tem do que reclamar. Mesmo a parada tendo sido liderada pelo sindicato com concordância da grande maioria dos servidores daquela unidade. Espera-se que a partir de agora paguem a todos com regularidade e não persiga funcionários que apenas reivindicaram seus direitos que estavam sendo-lhes negados quase todos os meses.

 

Com ameaça de greve da PM, Governo convoca Força Nacional para ocupar as ruas do Recife

 

Policiais militares podem paralisar atividades na próxima quarta-feira. Foto: JC Imagem

Em reunião na Secretaria de Defesa Social (SDS), nesta segunda-feira (25), comandantes dos batalhões da Polícia Militar foram informados que o Governo do Estado já traçou a estratégia caso a greve seja deflagrada na próxima quarta-feira. O governador Paulo Câmara já teria solicitado apoio da Força Nacional – repetindo medida adotada pelo ex-governador João Lyra Neto, na greve de maio de 2014. Apesar da pressão por conta do aumento da violência, o Governo não deve ceder ao pleito dos militares, que pedem reajuste salarial de 16,5%.

De acordo com o presidente da Associação de Praças, Policiais e Bombeiros Militares de Pernambuco (Aspra), José Roberto Vieira, há dois anos a categoria não tem reajuste salarial. Por isso, com base na inflação dos anos de 2014 e de 2015, foi solicitada a correção de 18,5% nos salários. “Também estamos pedindo ao Governo que forneça equipamentos de qualidade para que o policial possa trabalhar com segurança”, afirmou.

Na quarta-feira à tarde, acontece mais uma rodada de negociações entre representantes das associações de militares e com o Governo do Estado. Deputados estaduais também estão acompanhando as negociações. Uma passeata dos policiais e bombeiros também está prevista para o mesmo horário seguindo pelo Centro do Recife até o Palácio do Campo das Princesas, onde podem decidir pela greve caso as reivindicações não sejam aceitas ao menos parcialmente.

A última greve da PM aconteceu em maio de 2014. Foram três dias de terror com registros de arrastões, vandalismo, saques a estabelecimentos comerciais e aumento no número de homicídios.

 

 

Deixe uma resposta

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel
Escola Monteiro Lobato
 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho
Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!