imagem

Após a aprovação do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) na Câmara Federal, o presidente da CUT em Pernambuco, Carlos Veras, prometeu que a entidade convocará uma greve geral que vai “parar Pernambuco”. A promessa do PT e das centrais sindicais é realizar uma série de protestos até a análise do impeachment pelo Senado. O calendário será definido nesta segunda-feira (18), às 16h, em uma reunião no Sindicato dos Bancários.

No Marco Zero, onde os governistas acompanharam a votação do impeachment pelos deputados federais, o clima de festa que havia a tarde deu lugar a choro e a rostos cansados por parte da militância, na noite deste domingo (17). Um homem chegou a ser detido pela Polícia Militar após uma briga no meio da militância.

“Pernambuco junto com o Brasil vai às ruas. Não tenha dúvida, Pernambuco vai parar de canto a canto. Do litoral ao Sertão, nós vamos parar Pernambuco e o Brasil”, prometeu o presidente da CUT-PE. “Nós vamos para cima. Se não reverter no Senado, eles vão ter que cassar Michel Temer e Eduardo Cunha”, afirmou em seguida.

Para o presidente do PT-PE, Bruno Ribeiro, não há dúvida de que o resultado do impeachment será revertido no Senado. “Esse quadro vai ser revertido na rua, pelos movimentos. Nós temos ainda uma decisão do Senado. Podemos ter ainda uma do Supremo, se o Senado admitir o julgamento. Essa luta para nós apenas começou”, declarou. )

 

CARDOZO: DILMA NÃO SE CURVARÁ E LUTARÁ ATÉ O FIM

 

imagem

O ministro da Advocacia-Geral da União (AGU), José Eduardo Cardozo, disse na madrugada desta segunda-feira que o governo recebeu com “tristeza e indignação” a decisão tomada pela Câmara dos Deputados de autorizar o processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, mas garantiu que a mandatária lutará até o fim por seu mandato.

O ministro foi escalado pelo governo para dar declarações depois do final da sessão na Câmara dos Deputados, mas afirmou que nesta segunda-feira a própria presidente falará com a imprensa.

De acordo com Cardozo, o governo estuda novas ações no Supremo Tribunal Federal, dessa vez para discutir “a falta de justa causa” para o impeachment, o que será decidido no “momento oportuno”. Apesar de o governo ter perdido o mandado de segurança que impetrou na semana passada, pedindo a suspensão da votação na Câmara por ver vícios no processo, o ministro afirmou que o fato de o STF ter restringido a denúncia apenas às pedaladas fiscais foi bom para o governo

 

WAGNER: CÂMARA AMEAÇA INTERROMPER 30 ANOS DE DEMOCRACIA NO PAÍS

 

imagem

O ministro Jaques Wagner, chefe de gabinete da presidente Dilma Rousseff, afirmou, em nota, que a aprovação do processo de impeachment pela Câmara dos Deputados, na noite deste domingo 17, “foi um retrocesso”. “De modo que a decisão da Câmara dos Deputados ameaça interromper 30 anos de democracia no país”.

O processo segue agora para o Senado. “Confiamos nos senadores e esperamos que seja dada maior possibilidade para que ela apresente sua defesa, e que lhe seja aplicada justiça”, acrescentou o ministro. Para Wagner, a votação deste domingo “foi uma página triste virada pelos deputados”.

Leia abaixo a íntegra de sua nota, divulgada logo após a decisão:

“Foi um retrocesso a instauração de processo de impeachment contra a Presidente da República, Dilma Rousseff, eleita por 54 milhões de votos e sem nenhum processo e crime de responsabilidade. De modo que a decisão da Câmara dos Deputados ameaça interromper 30 anos de democracia no país.

Globo celebra golpe, pede modelo Macri e pinta Michel Temer como raposa

:

Edição desta segunda-feira do jornal O Globo celebra o impeachment aprovado na Câmara dos Deputados, pinta Michel Temer como uma raposa na charge de Chico Caruso e pede que o vice se inspire no argentino Mauricio Macri; Globo também quer que o vice se livre de dois de seus principais aliados; “Cunha e Jucá, este, braço-direito de Temer, os dois denunciados pela Lava-Jato, sendo o primeiro dono de extenso prontuário, são vistos como símbolos dos riscos que um governo Temer corre neste campo [da corrupção]”

Leonardo Boff: o gângster Cunha condenou Dilma, a mulher decente

:

“O que mais causou estranheza foi a figura do presidente da Câmara que presidiu a sessão, o deputado Eduardo Cunha. Ele vem acusado de muitos crimes e é réu pelo Supremo Tribunal Federal: um gangster julgando uma mulher decente contra a qual ninguém ousou  lhe atribuir qualquer crime”, diz o teólogo Leonardo Boff; “Precisamos questionar a responsabilidade do Supremo Tribunal Federal por ter permitido esse ato que nos envergonhou nacional e internacionalmente”

SEM PRESSA, RENAN SERÁ NO SENADO O AVESSO DE CUNHA

 

O presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), não pretende imprimir um rito sumário ao processo de impeachment, aprovado na Câmara dos Deputados; Renan será pressionado pelo vice Michel Temer, pela oposição e por meios de comunicação interessados na cassação imediata da presidente Dilma Rousseff, mas já disse que “não irá manchar sua biografia”; a amigos, ele revelou que não repetirá a história de Auro de Moura Andrade, que declarou vaga a presidência da República, quando João Goulart foi deposto pelos militares; ex-militante do PCdoB, Renan se vê diante de um desafio histórico: o de encontrar uma saída política para a crise, preservando a democracia; em relação ao impeachment, ele já disse que “sem crime de responsabilidade é golpe”

PT defende que Dilma reduza mandato e lance eleições

Lula Marques/Agência PT: <p>Brasília- DF 13-04-2016 Presidenta Dilma durante cerimônia de Assinatura de renovação de contrato de arrendamento entre a Secretaria Especial de Portos e o Terminal de Contêineres de Paranaguá Palácio do Planalto Foto Lula Marques/Agência PT</p>

Segundo a colunista Mônica Bergamo, o diretório do PT deve discutir na terça-feira que Dilma Rousseff envie ao Congresso Nacional proposta de redução de seu próprio mandato e de convocação de eleições presidenciais ainda neste ano, junto das eleições municipais do país; o sucessor, escolhido pelo voto direto, teria mandato de seis anos, sem reeleição; a proposta contaria com apoio de parlamentares do partido e até mesmo de ministros; ‘O discurso será o de que Dilma busca uma solução para a grave crise política que o Brasil atravessa, mas que não será resolvida por um presidente, Michel Temer, que não teria legitimidade por chegar ao poder por meio de um “golpe”’, afirma

Deixe uma resposta

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel
Escola Monteiro Lobato
 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho
Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!