imagem

Como a politica é muito dinâmica e muda como uma nuvem, os políticos se deslocam facilmente como uma pedra de xadrez no tabuleiro. O senador e ex-ministro de Dilma, Fernando Bezerra Coelho (PSB), que até ontem estava indeciso, como seu filho o dep. federal Fernando Bezerra Filho (PSB), sobre o afastamento da presidente Dilma, poderão estar de volta à base do governo federal, independentemente da orientação do governador Paulo Câmara (PSB), segundo informações dos bastidores da politica.

Fernando Bezerra já estaria mantendo conversas que foram aceleradas com o ex-presidente Lula e o ministro Jaques Wagner depois da decisão de Julio Lóssio. As conversas são no sentido de preencher as vagas deixadas pelo PMDB e o PP que se encontra indeciso do o processo de afastamento de Dilma o PP controla o Ministério da Integração e comando da CODEVASF em Petrolina órgão estratégico para  base do grupo do senador.

Caso essa aproximação se confirme, FBC se fortaleceria também no campo das eleições municipais em Petrolina, já que o prefeito Julio Lossio fez a opção pelo o afastamento da presidente Dilma seguindo o seu aliado, o vice-presidente Michel Temer (PMDB).

 

PF no RS identifica suspeitos de ameaças a ministro Teori Zavascki

 

27fev2014---o-ministro-teori-zavascki-confirmou-as-expectativas-e-considerou-em-sessao-na-manha-desta-quinta-feira-27-no-stf-supremo-tribunal-federal-que-as-acusacoes-de-formacao-de-quadrilha-1393510540954_1200x864

Alguns dos crimes foram cometidos no RS, onde o magistrado reside.
Ele recebeu comentários ofensivos nas redes sociais e por e-mail, diz a PF.

Do G1

A Polícia Federal identificou suspeitos de usar a internet para ameaçar e cometer injúria contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki. Alguns dos crimes foram cometidos no Rio Grande do Sul, onde o magistrado reside e onde ele representou pela investigação. A corporação não informou detalhes da investigação.

Segundo a PF, o inquérito para investigar se Teori foi vítima de ameaça e injúria foi instaurado na última quinta-feira (24). Por meio de nota, a corporação informou que comentários ofensivos e intimidadores foram publicados em redes sociais e também enviados por e-mail.

As ameaças tiveram início após o ministro determinar, na terça-feira (22), que o juiz federal Sérgio Moro envie para o STF as investigações da Operação Lava Jato que envolvem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

 

Em Porto Alegre, um grupo de manifestantes deixou uma faixa em frente ao prédio onde vive o ministro em Porto Alegre. “Deixa o Moro trabalhar”, dizia a faixa criticando a decisão de Zavascki e, ao mesmo tempo, apoiando o trabalho do juiz Sérgio Moro, da Justiça Federal do Paraná, onde são conduzidas as investigações da Operação Lava Jato. A mensagem foi retirada do local durante a manhã desta quarta-feira (23).

ONU FAZ APELO POR FIM DA CRISE POLÍTICA NO BRASIL

 

imagem

O secretário-geral das Nações Unidas (ONU), Ban Ki Moon, fez nesta quarta-feira, 30, um apelo para que a crise política do Brasil seja solucionada de maneira “harmoniosa”.

“Por enquanto, esse é um problema político doméstico. Mas o Brasil é um país muito importante e qualquer instabilidade política no Brasil é uma preocupação social para nós”, disse Ban Ki Moon, em Genebra. “Peço que os líderes adotem soluções harmoniosas e tranquilas”, declarou. “Sei que é um desafio que o país vive. Mas acho que vão conseguir superar “, disse.

Em um apelo direcionado ao governo federal e aos demais partidos políticos, a Organização das Nações Unidas disse esperar que os agentes públicos brasileiros “cooperem totalmente” com as autoridades judiciárias, mas alertou que o Judiciário deve atuar com “escrúpulos, dentro das regras do direito doméstico e internacional, evitando adotar posições político-partidárias.”

“Estamos preocupados com a possibilidade de que um círculo vicioso possa estar sendo desenvolvido que acabe afetando a credibilidade tanto do Executivo como do Judiciário”, disse Rupert Colville, porta-voz da ONU. (247)

 

 

Dilma: ‘Se fazem isso contra mim, o que não farão contra o povo?’

 

dilma

Sob muitos gritos de “não vai ter golpe”, foi lançada nesta quarta-feira (30) a terceira fase do programa Minha Casa, Minha Vida. O lançamento, no Palácio do Planalto, teve clima de comício e acontece um dia depois de o PMDB, maior partido do Congresso Nacional, oficializar sua saída da base aliada.

“A democracia é um direito que nós conquistamos. Não caiu do céu. Ela foi conquistada com muito empenho e grande participação de todos nós brasileiros e brasileiras que ao longo dos anos resistimos, metabolizamos e no fim engolimos a ditadura. A Constituição de 1988 tem de ser honrada porque reflete nossas lutas”, afirmou a presidente. “Não existe essa conversa: ‘Não gosto do governo, então ele cai’. Impeachment está previsto na Constituição. Mas é absolutamente má-fé dizer que todo impeachment está correto. Para isso, precisa haver crime de responsabilidade. Impeachment sem crime de responsabilidade é o quê? É golpe.”
 
Ela também criticou a intolerância atual. “Se fazem isso contra mim, o que não farão contra o povo?”
 
“Não agridem a mim simplesmente. Não é só a mim que pretendem atingir. Eu lamento que se crie na sociedade brasileira um clima de intolerância e ódio. Eu acho que isso é imperdoável. O Brasil é um país que gosta do diálogo, do convívio. Ora, ressentimento, preconceito é algo que tínhamos passado ao largo apesar do preconceito contra os negros do nosso país. Que temos de enfrentar.”

Dilma rebateu ataques ao programa assistencial e a campanhas lançadas contra o governo. “Os tributos são fundamentais para o povo não pagar o pato. Temos orgulho de subsidiar porque sabemos que a conta do bolso do trabalhador brasileiro, dos quilombolas, não fecha”, afirmou Dilma, criticando, sem citar nomes, campanha lançada pela Fiesp sobre impostos. A entidade apoia o impeachment de Dilma.

Antes dela, discursaram líderes de movimentos sociais. A fala mais dura foi de Guilherme Boulos, coordenador do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto). “O impeachment em si não é golpe. Mas sem crime de responsabilidade e conduzido por um bandido na presidência da Câmara é golpe, sim. Não tem legitimidade”, disse, citando o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Ele também afirmou que “estamos e estaremos nas ruas para resistir a esse golpe”. “Isso [golpe] não funciona mais hoje. Não funcionará e é por isso que dizemos: vai ter luta, vai ter resistência. Não passarão com esse golpe de araque no Brasil.”

“Pode gemer, pode chorar. A Dilma fica e o Lula vai voltar”, entoaram integrantes de movimentos sociais ligados ao direito a moradia. Eles também gritaram palavras de ordem contra a Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), o vice-presidente Michel Temer (PMDB) e a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). “Fiesp, golpista. Temer, golpista. OAB, golpista. Sérgio Moro, golpista”, eram frases usadas pelos militantes.

Outro que foi alvo dos militantes foi o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Em diversos momentos antes do lançamento, os militantes gritaram: “Fora, Cunha”. Entre os movimentos sociais que participaram do evento estão MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto), FNL (Frente Nacional de Luta Campo e Cidade) e MNLM (Movimento Nacional de Luta pela Moradia).

 

Entre os ministros presentes ao evento estavam Marcelo Castro (Saúde), Celso Pansera (Ciência e Tecnologia) e Kátia Abreu (Agricultura), todos do PMDB. A ida ao evento acontece um dia depois de o diretório nacional do PMDB ter decidido, por aclamação, a saída do partido da base governista. Segundo o vice-presidente do partido, Romero Jucá (RR), filiados ao partido não podem mais ocupar cargos no governo. Mesmo assim, pelo menos esses três de seis ministros do PMDB dão demonstrações de que querem permanecer no governo.

SÁVIO TORRES TEM CONTAS DE 2011 APROVADAS PELO TCE-PE

 

SAVIO

O Pleno do Tribunal de Contas de Pernambuco – TCE-PE, julgou nesta quarta-feira (30) o recurso e aprovou as contas relativas ao ano de 2011, do ex-prefeito de Tuparetama, Sávio Torres (foto).

 

Com esse resultado, dos 8 anos de gestão, só falta ser aprovada as contas de 2007, tendo o ex-prefeito, documentos suficientes para sua aprovação.

Filha de vereador de município na Mata Sul de PE desaparece, diz família

 
 
(Foto: Reprodução/Facebook)
 
Filha de vereador de município na Mata Sul de PE desaparece, diz família
 
Adolescente desaparecida em Palmares foi vista na rodoviária em um ônibus para Caruaru 
 
Está desaparecida desde a segunda-feira (28) a adolescente de 15 anos Bruna Tayane Santana, filha do vereador de Palmares, Abraão José dos Santos – conhecido como Abraão Machante. A merendeira Edineide Santana, mãe da jovem, informou nesta quarta-feira (30) que a filha “vinha mantendo contato com uma mulher por telefone”.
 
De acordo com a mãe, Bruna teria conhecido essa mulher – que morava no Recife – via internet. Edineide contou que no mesmo dia em que a filha desapareceu, registrou a ocorrência na Delegacia de Polícia Civil do município.
 
“Eu estava trabalhando quando ela saiu de casa. Os vizinhos me informaram que ela estava com uma bolsa e foi para a rodoviária com destino a Caruaru. Desde então ninguém a viu mais”, explicou a merendeira.
 
“Até o momento, ninguém da polícia me deu retorno. Estou pedindo para que as pessoas compartilhem as fotos da minha filha e liguem para a delegacia, caso saibam de alguma coisa”, pediu a mãe. 
 

 

TCE julga irregular contratação de 218 servidores em 2 prefeituras do Sertão

http://nilljunior.com.br/blog/wp-content/uploads/2014/11/DSC_0277.jpg

As contratações temporárias de 218 servidores nos municípios de Iguaraci e Arcoverde, no Sertão de Pernambuco, foram julgadas irregulares pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). As admissões foram julgadas pelas primeira e segunda câmaras do órgão, em sessão realizada na última terça-feira (29).

A prefeitura de Arcoverde através da assessoria informou por meio de nota que “as nomeações não estão mais em vigor, porque os funcionários concursados já assumiram os cargos”. A nota informou ainda que “o município vai recorrer e vai postular reforma da decisão do Tribunal de Contas do Estado”. A prefeitura de Iguaraci não enviou resposta até a publicação desta matéria.

De acordo com a assessoria do TCE, em Iguaraci, a irregularidade está nas admissões de 135 servidores em 2013. Segundo o conselheiro substituto Ricardo Rios, relator do processo na primeira câmara, não houve realização de concurso público, conforme determina a Constituição Federal.

Rios disse ainda que houve desobediência – por parte da administração pública – aos limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal. O relator explicou que apesar da defesa apresentada pela prefeitura, ele determinou a nulidade das contratações.

Em Arcoverde, a segunda câmara do TCE julgou irregular as contratações temporárias de 83 profissionais para atuar nas áreas de saúde para os cargos de médicos, nutricionistas, enfermeiros e dentistas. De acordo com o conselheiro substituto Marcos Nóbrega, as admissões foram realizadas no ano de 2014. Para ele, a não realização de concurso público feriu os limites da LRF no que se refere a despesas com pessoal.

 

Deixe uma resposta

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel
Escola Monteiro Lobato
 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho
Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!